AdicionandoRepositorios

Differences between revisions 4 and 56 (spanning 52 versions)
Revision 4 as of 2005-12-02 18:51:26
Size: 7290
Comment:
Revision 56 as of 2011-09-19 23:19:24
Size: 3363
Editor: localhost
Comment: converted to 1.6 markup
Deletions are marked like this. Additions are marked like this.
Line 1: Line 1:
||<tablestyle="float:right; font-size: 0.9em; width:40%; background:#F1F1ED; margin: 0 0 1em 1em;" style="padding:0.5em;">'''Conteúdo'''[[BR]][[TableOfContents(3)]]|| == Repositórios ==
Line 3: Line 3:
'''Tradução em Inglês''' - [https://wiki.ubuntu.com/AddingRepositoriesHowto AddingRepositoriesHowto] === O Que São Repositórios ? ===
Line 5: Line 5:
'''Nota''': As ''screenshots'' foram tiradas do Wiki em inglês, por isso, elas estão em inglês. Assim, estão apenas para uma ilustração. Se você já foi usuário do Windows ou do Mac OS, então provavelmente você já procurou por programas na Internet (geralmente oferecidos em um instalador executável) e teve que baixá-los e instalá-los. Você provavelmente está familiarizado com programas distribuídos em CDs ou DVDs, os quais geralmente possuem um sistema de auto execução por onde você pode executar a instalação. Em sistemas abertos e livres como o Ubuntu GNU/Linux também existem programas distribuídos dessa forma, mas em maioria eles são programas fechados e proprietários.
Line 7: Line 7:
--------------------------------------- Em sistemas como o Ubuntu, muitos programas são ''empacotados'' em agradáveis arquivos .deb (ou .rpm como no [[http://www.br.redhat.com/|Red Hat]]) os quais contém o programa e todas as bibliotecas que ele precisa. Esses arquivos podem ser baixados ou virem em CDs (o CD do Ubuntu é cheio deles). '''Repositórios''' são servidores que contém um conjunto de pacotes. Você geralmente os acessa com ferramentas como o [[Synaptic]].
Line 9: Line 9:
Por ''default'' o Ubuntu não habilita os repositórios {{{Universe}}} e {{{Multiverse}}}. Existem também repositórios não-Ubuntu que você pode querer adicionar em sua máquina Ubuntu, embora isto geralmente não é recomendável. Essas ferramentas podem listar todos os pacotes que você tem instalado (do [[http://pt.wikipedia.org/wiki/Kernel_linux|kernel]] de seu sistema até as suas aplicações favoritas, incluíndo nisso todas as bibliotecas), bem como aqueles que estão disponíveis nos repositórios que você configurou. Elas também permitem que você procure por coisas simples como "editor de imagem".
Line 11: Line 11:
= Adicionando Universe e Multiverse =
== Usando Synaptic ==
Essas ferramentas fornecem uma simples e centralizada maneira de instalação dos programas, além de fornecer aos distribuidores (que são quem criam os repositórios) uma maneira também centralizada de enviar as atualizações de seus programas.
Line 14: Line 13:
O gerenciador de pacotes Synaptic se encontra em lugares diferentes nas versões Warty e Hoary/Breezy. No Ubuntu você geralmente terá no mínimo repositórios oficiais do mesmo (o que pode também incluir o CD de instalação), mas não é incomum ter repositórios de outros distribuidores. O repositório oficial do Ubuntu é organizado em quatro '''componentes'''. Esses componentes são:
 * '''Main''' - programas oficialmente suportados.
 * '''Restricted''' - programas suportados que não estão disponíveis completamente sob uma licença livre.
 * '''Universe''' - programas mantidos pela comunidade, ou seja, que não são suportados oficialmente.
 * '''Multiverse''' - programas que não são "livres".
Line 16: Line 19:
=== Ubuntu Hoary e Breezy ===
Inicie Gerenciador de Pacotes {{{Synaptic}}} do menu {{{Sistema}}} , {{{Administração}}}.
Você pode encontrar mais informação (em inglês) sobre os repositórios do Ubuntu [[http://www.ubuntu.com/ubuntu/components|aqui]].
Line 19: Line 21:
https://wiki.ubuntu.com/AddingRepositoriesHowto?action=AttachFile&do=get&target=hoarysynaptic.jpg É importante saber que a maioria das ferramentas que você provavelmente deseja usar no Ubuntu já estão disponíveis nos repositórios oficiais do mesmo. Além disso, você pode buscar na Internet por outros pacotes, ou até mesmo códigos fonte, mas eles serão mais difícies de instalar e na maioria das vezes não se integram tão bem ao sistema.
Line 21: Line 23:
=== Ubuntu Warty Warthog === Então agora você já sabe: chega de buscas sem fim por programas ''shareware'' ou ''freeware'' infestados por ''spyware''. A vasta maioria de ótimos programas disponíveis para Linux já estão pré-empacotados para você.
Line 23: Line 25:
Inicie Gerenciador de Pacotes {{{Synaptic}}} do menu {{{Computador}}} , {{{Configurações do Sistema}}}. === Gerenciamento de Repositórios ===
Line 25: Line 27:
https://wiki.ubuntu.com/AddingRepositoriesHowto?action=AttachFile&do=get&target=PicSelectSynapticFromtheMenu.png Para instruções detalhadas de como adicionar/remover/gerênciar repositórios no Ubuntu consulte a página sobre [[http://wiki.ubuntu-br.org/Repositorios|Repositórios]]
Line 27: Line 29:
=== Todas as versões do Ubuntu === == Fonte ==
 * https://help.ubuntu.com/community/Repositories
Line 29: Line 32:
Quando Synaptic iniciar escolha o item {{{Repositórios}}} no menu {{{Configurações}}}.

https://wiki.ubuntu.com/AddingRepositoriesHowto?action=AttachFile&do=get&target=PicOpentheRepositoriesDialog.png

Você verá uma lista de repositórios. Clique no botão {{{configurações}}} na parte de baixo da janela e marque {{{Exibir fontes de software desabilitadas}}}. Depois clique no botão {{{Fechar}}}.

https://wiki.ubuntu.com/AddingRepositoriesHowto?action=AttachFile&do=get&target=showdisabled.jpg

Use os botões de verificação (checkboxes) próximos aos repositórios para habilitar ou desabilitar um repositórios. Deslize o scroll e habilite o repositório Universe marcando o checkbox ao lado de {{{Mantido pela comunidade (Universo)}}}. Você pode querer também habilitar os repositórios {{{Multiverso}}} e {{{Atualizações de segurança (Universo)}}}. Clique no botão {{{OK}}} para salvar suas mudanças.

https://wiki.ubuntu.com/AddingRepositoriesHowto?action=AttachFile&do=get&target=enableuniverse.jpg

Atualize a lista de pacotes disponíveis com Recarregar na janela principal.
 
https://wiki.ubuntu.com/AddingRepositoriesHowto?action=AttachFile&do=get&target=PicApplyTheseSettings.png

Após baixar a lista de pacotes dos repositórios você pode instalar pacotes do universe.

== Usando o Terminal ==

Alternativamente, você pode usar um terminal e as ferramentas de linha de comando para habilitar universe. Inicie Terminal em Ferramentas do Sistema de Aplicações na barra de menu.

Digite na linha de comando:
 
{{{
   bash:~$ sudo nano -w /etc/apt/sources.list
}}}

O editor de texto nano inicia e abre o arquivo de configuração para repositórios.
Então você deve remover as marcas {{{#}}} do início das seguintes linhas

{{{
   #deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu warty main restricted universe
   #deb-src ftp://archive.ubuntu.com/ubuntu warty main restricted universe
}}}

o que lhes dará esta aparência.

{{{
   deb http://archive.ubuntu.com/ubuntu warty main restricted universe
   deb-src ftp://archive.ubuntu.com/ubuntu warty main restricted universe
}}}

A seguir você deve atualizar suas fontes com o comando:

{{{
   bash:~$ sudo apt-get update
}}}

= Adicionando repositórios externos =

Algumas vezes outros usuários farão repositórios para pacotes que tenham produzido. É bem fácil adicionar estes repositórios ao gerenciador de pacotes do seu sistema.

https://wiki.ubuntu.com/IconsPage/IconNote.png

'''Nota''': Você deve ser cuidadoso ao fazer isso, alguns pacotes externos podem quebrar sua instalação do Ubuntu

Para uma lista de repositórios externos veja BreakMyUbuntu.

== Adicionando repositórios externos usando Synaptic ==

Como mostrado no screenshot Usando Synaptic acima, inicie Gerenciador de Pacotes Synaptic do menu Computador, Configurações do Sistema. Uma vez que o Synaptic esteja rodando, escolha o item Repositories no menu Configurações.

Agora você vê uma janela com uma lista de repositórios. Aperte o botão Novo para adicionar um repositório. Digite as informações sobre os repositórios nos três campos de texto de acordo com os exemplos a seguir.

Normalmente você encontrará websites provendo informações sobre um repositórios numa forma como a do exemplo:

{{{
   deb http://www.grawert.net/ubuntu/ warty universe
}}}

Esta linha fornece a informação para os campos do Synaptic.

 * {{{deb}}} significa que ele é um binário, então use a lista da caixa de combo para escolher binário. Normalmente está opção é padrão.
 * {{{http://www.grawert.net/ubuntu/}}} é a URI (Uniform Resource Identifier), que neste caso significa a localização.
 * {{{warty}}} é o nome da distribuição.
 * {{{universe}}} é o nome da seção.


Algumas vezes a linha do repositório tem menos informação que isso, como mostrado no próximo exemplo.

{{{
   deb http://www.getsweaaa.com/~tseng/ubuntu/debs ./
}}}

Os dois primeiros campos (deb and URI) são claramente similares ao primeiro exemplo acima. Contudo, nome da distribuição é "./", então apenas coloque isto (sem as aspas) no campo de distribuição do Synaptic. Parare estranho, mas simplesmente especifique a distribuição como sendo o que quer que esteja no diretório indicado pela URI. Além disso, não há informação sobre ''seção'' de forma que apenas deixe em branco este campo de texto em sua entrada do Synaptic.

https://wiki.ubuntu.com/IconsPage/IconNote.png

'''Nota:''' Apenas a informação ''seção'' é opcional, e apenas para o mantenedor do repositório. Se houver informação de seção, ela deve ser espeficidada no Synaptic. Ela não pode ser deixada em branco.

https://wiki.ubuntu.com/IconsPage/IconNote.png

**Nota:** Se você cometer algum erro na sintaxe dos campos você receberá uma mensagem de erro quando clicar no botão OK do Synaptic. Uma causa é colocar a barra ao fim da URI. Também tome cuidado para não deixar espaços em branco ao fim dos campos.

Salve as mudanças e feche a janela apertando OK.

Atualize a lista de pacotes disponíveis com Recarregar na janela principal. Após baixar a lista de pacotes dos repositórios você pode instalar pacotes do universo.

== Adicionando repositórios externos usando um Terminal ==

Alternativamente você pode usar um terminal e ferramentas de linha de comando para habilitar outros repositórios. Inicie Terminal em Ferramentas do Sistema de Aplicações na barra de menu.

Digite na linha de comando:

Este exemplo usa o repositório de tseng.

{{{
   bash:~$ echo deb http://www.getsweaaa.com/~tseng/ubuntu/debs ./ | sudo tee -a /etc/apt/sources.list
}}}

Você presica apenas substituir o {{{deb http://www.getsweaaa.com/~tseng/ubuntu/debs ./}}} pelo nome de qualquer outro repositório externo.
----
CategoryDocumentacao

Repositórios

O Que São Repositórios ?

Se você já foi usuário do Windows ou do Mac OS, então provavelmente você já procurou por programas na Internet (geralmente oferecidos em um instalador executável) e teve que baixá-los e instalá-los. Você provavelmente está familiarizado com programas distribuídos em CDs ou DVDs, os quais geralmente possuem um sistema de auto execução por onde você pode executar a instalação. Em sistemas abertos e livres como o Ubuntu GNU/Linux também existem programas distribuídos dessa forma, mas em maioria eles são programas fechados e proprietários.

Em sistemas como o Ubuntu, muitos programas são empacotados em agradáveis arquivos .deb (ou .rpm como no Red Hat) os quais contém o programa e todas as bibliotecas que ele precisa. Esses arquivos podem ser baixados ou virem em CDs (o CD do Ubuntu é cheio deles). Repositórios são servidores que contém um conjunto de pacotes. Você geralmente os acessa com ferramentas como o Synaptic.

Essas ferramentas podem listar todos os pacotes que você tem instalado (do kernel de seu sistema até as suas aplicações favoritas, incluíndo nisso todas as bibliotecas), bem como aqueles que estão disponíveis nos repositórios que você configurou. Elas também permitem que você procure por coisas simples como "editor de imagem".

Essas ferramentas fornecem uma simples e centralizada maneira de instalação dos programas, além de fornecer aos distribuidores (que são quem criam os repositórios) uma maneira também centralizada de enviar as atualizações de seus programas.

No Ubuntu você geralmente terá no mínimo repositórios oficiais do mesmo (o que pode também incluir o CD de instalação), mas não é incomum ter repositórios de outros distribuidores. O repositório oficial do Ubuntu é organizado em quatro componentes. Esses componentes são:

  • Main - programas oficialmente suportados.

  • Restricted - programas suportados que não estão disponíveis completamente sob uma licença livre.

  • Universe - programas mantidos pela comunidade, ou seja, que não são suportados oficialmente.

  • Multiverse - programas que não são "livres".

Você pode encontrar mais informação (em inglês) sobre os repositórios do Ubuntu aqui.

É importante saber que a maioria das ferramentas que você provavelmente deseja usar no Ubuntu já estão disponíveis nos repositórios oficiais do mesmo. Além disso, você pode buscar na Internet por outros pacotes, ou até mesmo códigos fonte, mas eles serão mais difícies de instalar e na maioria das vezes não se integram tão bem ao sistema.

Então agora você já sabe: chega de buscas sem fim por programas shareware ou freeware infestados por spyware. A vasta maioria de ótimos programas disponíveis para Linux já estão pré-empacotados para você.

Gerenciamento de Repositórios

Para instruções detalhadas de como adicionar/remover/gerênciar repositórios no Ubuntu consulte a página sobre Repositórios

Fonte


CategoryDocumentacao

AdicionandoRepositorios (last edited 2011-09-19 23:19:24 by localhost)