CompilandoEInstalandoModens

Como Compilar Drivers e conectar através de modem Dialup

OBS.: Além da tradução, este documento está adaptado para uma melhor compreensão.

Esta página tentará te ajudar a instalar o driver do seu modem e a configuração da conexão dialup através dele. Este documento está dividido em duas partes sendo:

  • Identificar o tipo de modem que você esta usando e instalar o seu driver
  • Configuração da conexão dialup para o seu provedor

Infelizmente estas etapas não são executadas automaticamente durante a instalação do Ubuntu, mas este é um trabalho em andamento e será melhorado esperançosamente nos futuros releases.

Instalando o driver para o seu modem

Basicamente, existe dois tipos de modens:

  1. Software modens (Winmodens), os quais são fabricados geralmente como PCI ou USB ou embutidos juntos com PCs desktop e laptops atualmente: Alguns destes não são suportados no Linux, outros são. Se você comprou o seu computador ou o modem recentemente (a partir ~ 2000), as possibilidades são que você tenha uma das seguintes situações. Um Winmodem é uma combinação de hardware conhecido como chipset (muito menor que um verdadeiro hardware de modem) e software (escrito para a infame família dos sistemas operacionais Windows(espero ter traduzido direito o que o autor quis dizer hehe)). Um Linmodem é um Winmodem trabalhando dentro do famoso sistema operacional linux. Agradecimentos ao projeto Linmodens.org

  2. Hardware modens, O qual são conectados por uma porta serial por exemplo e processados por uma linha de comando: eles são bastantes raros mas são bem suportados

Software modens

Usando a ferramenta scanModem

Há diferentes tipos de drivers. Para encontrar qual o driver que você usará, faça os seguintes procedimentos: em uma outra máquina, acesse linmodens.org, leia a página, e baixe o programa scanModem (no qual somente reconhecerá modens PCI e USB, mas nunca modens ISA). Copie este programa para o desktop do seu computador Ubuntu, então abra a linha de comando (terminal) e escreva:

  •  $ cd ~/Desktop
     $ gunzip scanModem.gz 
     $ chmod +x scanModem 
     $ ./scanModem

Gunzip irá descomprimir o arquivo, chmod irá torna-lo executável, como um .exe do windows, e o ./scanModem ira executá-lo. Se ele te disser para fazer algo como root usando 'su - root', use 'sudo' ao invés, como por exemplo '$ sudo modprobe snd-intel8x0m'. ./scanModem irá procurar pelo seu modem e dirá o a você qual modelo é e como configurá-lo. Ele não irá configurá-lo para você, porém após a execução você irá ver vários novos diretórios, incluindo um chamado 'Modem". Leia read1st.txt e modemdata.txt nesta pasta e reze para que ele tenha reconhecido seu modem, lembrando que todos os arquivos desta pasta estão em inglês e que nestes arquivos eu não poderei ajudar vocês. Assumidamente, isso não é uma leitura straight-forward (não sei o que é) e exigirá uma leitura mais profunda nos manuais citados anteriormente. Então procure pelas sessões para achar o meio mais fácil de instalá-lo no Ubuntu.

Nota: Para muitos destes drivers, você precisará ativar os repositórios universe/multiverse. Veja este site AddingRepositoriesHowto (inglês). Para isso, requer que você tenha conexão com a internet funcionando. Você poderá também procurar em outro computador os pacotes para baixar e transferir para o seu ubuntu http://packages.ubuntu.com/. Tenha cuidado com as dependências... Cheque em outros forums para outras maneiras de adquirir os pacotes, usando LiveCDs ou outro sistema com conexão com a internet e até mesmo em CDs gravados: http://www.ubuntuforums.org/showpost.php?p=893732&postcount=6

compilando através das fontes

Se o seu caminho é compilar o driver do modem, você encontrará o que precisa para compilar a fonte (which means, typing commands beggining with sudo make). Neste caso, faça o seguinte: Insira o CD de Instalação, abra um prompt de comando e digite:

sudo apt-get update
sudo apt-get install build-essential linux-headers-`uname -r`

Se você precisar de mais pacotes para compilação, você encontrará eles em http://archive.ubuntu.com Sempre cheque o que satisfaça as dependências do seu sistema e antes da instalação de um novo pacote use sempre este site. O website listará as dependências para aquele pacote. Tenha certeza que que aquelas dependências estejam instalados antes da instalação de um novo pacote. Você poderá usar o Synaptic ou equivalente para checar por pacotes instalados.

modens suportados pelos drivers ALSA (snd_atiixp_modem, snd_via82xx_modem, snd_intel8x0m)

Se Modem/ModemData.txt falar para você, que aquele modem pode ser configurado pelo modprobe com qualquer um dos seguintes drivers snd_atiixp_modem, snd_via82xx_modem ou snd_intel8x0mcd??, esta sessão é para você.

Tudo que o seu modem pode precisar, é do pacote sl-modem-daemon, no qual pode ser instalado pelo apt-get ou Synaptic, (pelo apt-get, faça o seguinte comando $ sudo apt-get install sl-modem-daemon). Após a instalação do pacote, deverá existir o dispositivo /dev/modem e você poderá configurar a sua conexão dialup.

Nota: Qualquer momento que você atualizar o núcleo do seu sistema operacional (chamado de "kernel"), você precisará executar o procedimento chamado "Compilando Drivers" localizado mais abaixo. Geralmente é o caso quando você atualiza o seu sistema para outra versao do Ubuntu (da versão 5.10 Breezy Badger para a 6.04 Dapper Drake).

Preliminares

  • Esses são os passos que você fará somente para executar pela primeira vez que você compilar esse driver, nós devemos ter certeza que você tem instalado todos os pacotes necessários. Se qualquer um dos pacotes já estiver instalado, ótimo, mas se não estiver, use o Synaptic, Adept, aptitude ou apt-get para instalá-lo:
    1. bulid-essential
    2. linux-headers-ARCH
    3. fakeroot
    4. (no Breezy: gcc-3.4 (esse é o compilador com o qual o Breezy-kernel foi compilado))

    Aqui, ARCH é o seu kernel, o qual você pode identificar usando o comando $ uname -r, que exibirá algo como VERSION-XX-ARCH (onde ARCH é sua arquitetura do kernel, em geral 386, 686, 686-smp, k7 ou k7-smp se você usa Intel, powerpc para PPC ...). Você também precisa instalar o código fonte do driver do Smartlink:

    1. sl-modem-source
    2. sl-modem-daemon
    Você pode instalar todas os pacotes listados acima ao mesmo tempo.

Compilando o driver

  • Agora você pode usar o module-assistant, para facilmente compilar e instalar o driver:
    1. $ sudo module-assistant auto-install sl-modem

    2. $ sudo depmod -a (isso atualiza a lista de módulos disponíveis)

Configurando o modem para funcionar

  • Edite a linha "SLMODEMD_COUNTRY=" do arquivo /etc/default/sl-modem-daemon para incluir seus país.

As outras linhas ficam boas como padrão. Para o último passo, execute $ sudo modprobe slamr e $ sudo /etc/init.d/sl-modem-daemon restart e o dispositivo /dev/modem deve aparecer. Agora você pode configurar sua conexão dial-up. (obs.: esse driver é bastante meticuloso, reiniciar o sistema pode ajudar)

Nota sobre drivers alternativos para alguns slmodens

  • Alguns slmodens (aqueles que usam os drivers ALSA, nesse caso) não precisam de compilação. Um exemplo é o winmodem da HP Pavilion zv5120us (o qual usa snd-atiixp-modem como driver). Veja a referência na saída de seu scanModem se esse é o seu caso. Para fazer o modem funcionar, veja a seção acima sobre "modens suportados pelos drivers ALSA", ou notas logo logo abaixo. Essas notas estão explicadas em linmodens.org: htto://archives.linmodens.org/21040
    Slamr foi encerrado para ser o driver apropriado sobre muitos kernels 2.6.n correntes.
     Se seu controlador de modem é um dos seguintes
    
         PCI  ID       controlador de modem  nome/fonte     baixo_nível_driver
        =======        ===============        =======       =================       
        1002:434d          ATI                            snd-atiixp-modem
        1002:4379          ATI                                 "
        1106:3068          VIA                            snd-via82xx-modem
        10b9:5451          ALI 5451 audio com modem       snd-ali5451-modem  
        8086:????           muitos Intel controllers        snd-intel8x0m
        10de:00d9          Nvidia Corp                          "
        1039:7013          SIS 630                              "
         Outros?                                                "

Um pré-compilado (não necessita compilar ou usar apt-get/synaptic) slmodem deamon existe em linmodens.org. Veja as instroções aqui: http://ubuntuforums.org/showpost.php?p=925357&postcount=2 mas mude "snd_ali5451" pelo seu próprio módulo (todos citados acima, os nossos são referenciados em nosso próprio modemdata.txt).

modens suportados pelo driver Lucent

Essa seção é para você se a saída de seu scanModem informar algo como: 'The modem has a supported Lucent/Agere DSP (digital signal processing) chipset.'. Você estará hábil a usar um driver nos pacotes "restricted-modules", os quais podem ter sidos instalados por padrão.

  • (Para verificar se o pacote necessário está instalado, use seu gerenciador de pacotes, em geral Synaptic ou Adept. Você precisa procurar pelo pacote, o qual é chamado de linux-restricted-modules-ARCH, onde ARCH é a última parte da saída de $ uname -r, isto é, a arquitetura de seu kernel. Se ele ainda não estiver instalado, então instale-o.

Passo de instalação:

  • Em um terminal digite:
      $ sudo sh -c "echo lt_serial >> /etc/modules"
      $ sudo sh -c "echo lt_modem >> /etc/modules"
    • para adicioná-lo a lista de módulos do autoloading.
  • Desde que udev seja reescrito como /dev em cada boot, e alguns programas de discagem depende da existência de /dev/modem, você precisa ter um symlink criado no boot (de /dev/ttyLTM0 para /dev/modem). Para fazer isso, crie o arquivo /etc/udev/rules.d/10-local.rules, e coloque essas linhas nele:

      #ltmodem 
      KERNEL="ttyLTM0", SYMLINK="modem"
  • Agora carregue os drivers pela primeira vez:
      $ sudo modprobe lt_serial
      $ sudo modprobe lt_modem

    Isso deve ter criado o dispositivo /dev/modem e você pode agora configurar seu discador.

  • Não, eu obtive um erro como "FATAL: module not found" nesse passo Sad :( Nota para "5.04 Hoary" usuários: Ubuntu 5.04 Hoary foi distribuído com o kernel 2.6.10, o qual tem alguns problemas com esses módulos. Para corrigir, mude os comandos de boot do grub /boot/grub/menu.lst como a seguir (pci=routeirq é novo):

      ## ## Start Default Options ##
      ## default kernel options
      ## default kernel options for automagic boot options
      ## If you want special options for specifiv kernels use kopt_x_y_z
      ## where x.y.z is kernel version. Minor versions can be omitted.
      ## e.g. kopt=root=/dev/hda1 ro
      # kopt=root=/dev/hda1 ro pci=routeirq

    Não esqueça de atualizar o grub: $ sudo update-grub

modens suportados pelo driver Intel536EP

Esse parte descreve como instalar o driver para o modem interno Intel 536EP no Ubuntu com sistemas i386. Alguns deles são vendidos como modens Cnet e têm Ambient chips na placa. O processo abaixo é muito fácil e funciona bem.

O procedimento é muito similar para o Ubuntu 4.10, 5.04 e 5.10. Existe uma mínima complicação no 5.10, discutida abaixo.

  • Como esse guia, a compilação e o uso foram testados no 5.10; apenas a compilação foi testada no 5.04 e nada testado no 4.10. Eu irei testá-los quando encontrar um tempo; se alguém consiguir (ou falhar), por favor, atualize essa página.

Atualização (11-Jan-2006 - RicardoChavez):

Eu tenho um modem Intel 537EP e ele funcionou em ambos 4.10 e 5.04 usando os drivers da página da Intel. O único problema foi que o wvdialconf parece não reconhecer /dev/modem (ele apenas escanea /dev/ttyS*). Minha solução (muito perigosa) foi (atualizar e) substituir um dos /dev/ttyS* com um symlink para /dev/537 e então wvdialconf pode reconhecê-lo. Apesar disso, não houve nenhum inconveniente. Espero que isso seja útil.

Há 4 passos a seguir:

  1. Instale os pacotes Ubuntu requeridos
  2. Baixe os arquivos requeridos
  3. Compile o driver
  4. Instale o driver

Instalando pacotes requeridos do Ubuntu

  • Aqui, ARCH é o seu kernel, o qual você pode identificar usando o comando $ uname -r, que exibirá algo como VERSION-XX-ARCH (onde ARCH é sua arquitetura do kernel, em geral 386, 686, 686-smp, k7 ou k7-smp se você usa Intel, powerpc para PPC ...). Nos Ubuntu 4.10 e 5.04 você precisa instalar os pacotes build-essential e linux-headers-ARCH. Ambos estão no CD de instalação. Uma forma de instalar esses dois pacotes é digitar o seguinte em um terminal:

      $ sudo apt-get install build-essential linux-headers-386

    Você pode ser perguntado sobre um senha; se for, entre com a senha de seu usuário. Veja SynapticHowto e AptGetHowTo para mais informações sobre instalar pacotes. No Ubuntu 5.10 o procedimento é similar; infelizmente, alguns pacotes necessários para instalação do modem não estão no CD de instalação do Ubuntu 5.10. Primeiro, instale os pacotes build-essential e linux-headers-ARCH, como feito para o Ubuntu 4.10 e 5.04:

     sudo apt-get install build-essential linux-headers-386

    Agora, você precisa também instalar o pacote gcc-3.4. Se você puder conectar a internet enquanto roda o 5.10, e configurou seus repositórios, ou se você tiver um Ubuntu 5.10 DVD, isso é simples:

     sudo apt-get install gcc-3.4
    Isso é mais fácil do que se você não pode conectar rodando o Breezy: por que você precisaria de um driver do modem? Nesse caso, você precisa baixar os 3 arquivos listados abaixo em um sistema conectado a Internet, e você precisará que alguém disponibilize os arquivos para seu sistema 5.10 (em geral, gravando um CD, em um pen-drive, usando partições compartilhadas do HD). Esses arquivos são os pacotes do Ubuntu para gcc-3.4-base, cpp-3.4 e gcc-3.4. Os arquivos apropriados, atualmente, pode ser encontrado aqui:

    Assumindo que você baixou os arquivos, e sabe onde eles estão, você pode instalá-los usando o dpkg:

     sudo dpkg -i gcc-3.4-base_3.4.4-6ubuntu8_i386.deb
     sudo dpkg -i cpp-3.4_3.4.4-6ubuntu8_i386.deb
     sudo dpkg -i gcc-3.4_3.4.4-6ubuntu8_i386.deb
    A ordem é importante.

Obtendo o driver

Esse link é para a versão 4.71 do driver, o qual é a última versão em 16 de outubro de 2005. Como discutido para a versão 4.69.1 nas revisões anteriores dessa página wiki, nenhuma correção é necessária. Verifique se você sabe onde salvou os arquivos, o qual é nomeado Intel-536EP-4.71.tgz; para os propósitos desse documento nós iremos assumir que ele está no seu diretório home (/home/<nome_do_usuário>).

Compilando o driver

  • Primeiro nós precisamos descompactar os arquivos. Em um terminal execute o seguinte comando:
     tar xzf Intel-536EP-4.71.tgz

    Assumimos que você salvou o arquivo baixado da Intel no seu diretório home; de outro modo, digite cd <diretório-onde-salvou> antes de digitar o comando tar acima. Isso irá criar um diretório Intel-536 contendo o fonte do arquivo. Mude para esse diretório digitando:

 cd Intel-536
  • Ainda no terminal, digite:
     make clean
    Isso deve gerar uma saída como:
     Try `uname --help' for more information.
     cd coredrv; make clean
     make[1]: Entering directory `/home/rory/Intel-536/coredrv'
     rm -f *.ko *.o *~ core
     make[1]: Leaving directory `/home/rory/Intel-536/coredrv'
     rm -f *.o *.ko
    Agora digite:
     make 536
    Isso irá resultar em muitas linhas exibidas em seu terminal. Você pode ignorar a maioria delas. A linha final se parecerá com:
       CC      /home/rory/Intel-536/coredrv/Intel536.mod.o
       LD [M]  /home/rory/Intel-536/coredrv/Intel536.ko
     make[2]: Leaving directory `/usr/src/linux-headers-2.6.12-9-386'
     make[1]: Leaving directory `/home/rory/Intel-536/coredrv'

    Deve existir um arquivo Intel536.ko no diretório agora; teste isso digitando ls -l Intel536.ko; A saída deve parecer com:

     -rw-r--r--  1 rory rory 1070520 2005-10-16 21:02 Intel536.ko
    Sua data e tempo será diferente (óbvio! :)). Se você estiver usando o Breezy, o tamanho do arquivo (1070520) deve ser o mesmo.

Instalando o driver

  • Existem dois passos para instalar o driver. O primeiro é copiar o arquivo Intel536.ko acima para um diretório apropriado, e o segundo é fazer com que o driver seja carregado no boot. Instalando o arquivo Intel536.ko - copie o arquivo para o diretório de módulos com o comando:

     sudo cp Intel536.ko /lib/modules/$(uname -r)/kernel/drivers/char

    Você pode ser perguntado sobre uma senha; se for, digite a senha de seu usuário. Faça seu sistema ciente desse módulo com depmod:

     sudo depmod -a

    Finalmente, carregue o driver com o comando modprobe:

     sudo modprobe Intel536
    Esse comando não exibe uma resposta; se imprimir será algo como:
     FATAL: Module Intel536 not found.

    Você cometou um erro; o mais comum é ter copiado o arquivo para o lugar errado. Se você ver uma mensagem de erro diferente, pode ser um erro no módulo, em seu modem ou você não tem um modem baseado no Intel 536. Carregando o driver no boot - Para carregar o módulo no boot, nós precisamos adicionar uma linha "Intel536" para o arquivo /etc/modules. Primeiro faça uma cópia de seu arquivo:

     sudo cp /etc/modules /etc/modules.copia
    Agora adicione a linha digitando:
     sudo sh -c "echo Intel536 >> /etc/modules"

Usando o modem

  • O nome do dispositivo de seu modem é /dev/536ep0. Você pode usá-lo agora.

sudo pppconfig para configurar o pon & poff. Para usar o Kppp você precisa criar um symlink que ligue o /dev/536ep0 para /dev/modem. Udev reescreve para /dev em cada reinicio do sistema e você deve criar o arquivo /etc/udev/rules.d/10-local.rules e colocar as seguintes linhas:

  •  # Intelmodem536ep
     KERNEL="536ep0"' SYMLINK="modem"

Agora reinicie o sistema e você pode usar o Kppp para consultar o modem e verificar se tudo está bem antes de configurar uma discagem. Configure o KPP para usa conexão ISP. Esses modens Intel são conhecidos por serem mais estáveis e menos minuciosos do que o Smartlink no Breezy.

modens suportados pelos drivers da Conexant

Nota: Se você precisa de drivers do modem Conexant, essa companhia não liga muito para os usuários de programas com código livre. O driver linux é disponível somente para compra (por uma companhia diferente). Ele custa U$ 19.99 dolares. Ele vem com o último suportado e atualizações das versões do kernel, depois disso você precisa comprá-lo novamente se você estiver rodando um kernel diferente o qual precisa uma nova versão do driver. Em geral, você pode comprar um Lucent ou Intel (smartlink, ou outro com chipset intel) modem por menos de U$ 19.99. Alguns modens Conexant podem ser executados com o sl-modem-drivers (smart link)

Atualização (22 de Setembro de 2005)

Passos rápidos para instalar o driver Conexant HSF

  • Assumindo que você sabe tudo que é necessário para instalação, tudo que você precisa é: Obter o pacote compactado para o Debian de Linuxant por outra máquina conectada (encontre os pacotes do Ubuntu 5.10). Lembre-se de extrair o pacote Debian para o seu diretório home. Você usará o terminal para executar os comandos abaixo. O terminal irá procurar no diretório específico pelos pacotes ".deb". Se você baixou os binários então vá para o passo 3.

Passo 1

Passo 2

  • Depois de transferir os arquivos para sua máquina desconectada você precisa primeiro instalar o gcc-3.4 e amigos:
     $ mount /onde/você/salvou/gcc-3.4/
     $ cd /onde/você/salvou/gcc-3.4/
     $ sudo dpkg --install {gcc-3.4,g++-3.4,gcc-3.4-base,cpp-3.4}_3.4.4-6ubuntu8_i386.deb

Passo 3

  • Instalar o hsfmodem:
     unzip hsfmodem_*.deb.zip          // extrair para seu diretório home
     sudo dpkg --install hsfmodem_*.deb

Passo 4

  • E finalize a instalação do driver do modem:
     sudo hsfconfig

    sudo hsfconfig irá perguntar sobre sua localização, seu email e licenças credenciais, assumindo que você possui uma; se não, então adquira a chave de licença livre a qual garante apenas conectividade de 14.4 kbps Sad :(

PCTel modens

Informações originais aqui: http://ubuntuforums.org/showpost.php?p=928212&postcount=10 O OP não pode editar o wiki, eu agradeço ele por seu tempo e esforço para contribuir.

A seguir as intruções:

Para usar o PcTEL Micromodem 56 (HSP56 MicroModem Pctel, ou qualquer outro suportado pelo drive) você deverá mudar para o kernel 2.6.8.1 ou inferior. Caso contrário, alguns unidades NÃO funcionarão com o kernel 2.6 (consulte o arquivo README nos arquivos do driver), mas todos eles trabalham com kernels 2.4. Para resumir, leia essa seção até o fim. I) obter alguns utilitários (gcc & initrd entre eles) II) obter o kernel vanilla em www.kernel.org (eu sugiro) 2.6.8.1 III) Recompilar o kernel IV) Instalar o driver e configurar o ppp.

Aqui estão os detalhes: (Assumirei que o fonte de kernel está em /usr/src)

Abra um terminal com permissões de root

sudo apt-get install gcc-3.4 build-essential libncurses5-dev kernel-package gnome-ppp
#esse passo assegura que você terá mais facilidade posteriormente.
sudo ln -sf /usr/bin/gcc-3.4 /usr/bin/gcc # isso fará seu sistema usar o gcc 3.4 ao invés do 4.0.2. Isso é necessário porque você não pode compilar o kernel com a série gcc-4

Abra a pasta onde você salvou o kernel baixado

sudo tar -xvfj kernel-2.6.8.1.tar.gz 
cd kernel-2.6.8.1
sudo make mrproper
sudo make xconfig #se xconfig não funcionar use menuconfig ou gconfig

Configure seu kernel se você sabe o que está fazendo, mas se é a primeira vez que você faz isso, então não faça nada que você não tenha 100% de certeza.

File-> Load vá em /boot e selecione config-2.6.12-9-386 ou arquivo de configuração atual (confira com uname -r em um outro terminal)
sudo make-kpkg clean
sudo make-kpkg --initrd --revision=custom.1.0 kernel_image

Depois de algumas horas ou menos, depende de sua CPU...
cd /root
sudo dpkg -i kernel-image-2.6.8.1_custom.1.0_i386.deb

Se alguma coisa deu errado você tem que apagar a pasta em /usr/src com o nome de seu novo kernel, NÃO o seu kernel padrão.

Se alguma coisa deu errado, vá onde seu fonte do kernel está e execute sudo make clean  e repita tudo acima. Se você está usando o GRUB é isso. Nada mais. Se você está usando LILO, procure no Google um pouco e achará como configurá-lo.

Somente uma nota aqui: você não verá o Ubuntu padrão na tela de boot; a tela será preta, mas o boot irá ocorrer normalmente. Se você deseja ver o que está acontecendo vá em /boot/grub e abra menu.lst e procure: /boot/vmlinus alguma_coisa ... alguma_coisa  quiet splash apague  splash . Ou, você pode encontrar alguma forma melhor de fazer isso na Internet. Há bastante fontes.

Segundo, se você está preocupado com a configuração do kernel, NÃO MUDE coisas que você não esteja seguro. É claro, sinta-se livre em selecionar apenas suas placas de vídeo e som ou coisas assim, mas se você não está seguro se precisa de certa coisa, não a remova. Lembre-se, isso é que configura o que funciona.

  • Atualmente, se esse kernel compilado não funciona, você terá que adicionar algumas mudanças... e aqui estão elas: (você pode fazer isso na primeira tentativa)

CONFIG_BLK_DEV_RAM=y
CONFIG_BLK_DEV_RAM_SIZE=16384
CONFIG_BLK_DEV_INITRD=y

Essas configurações podem alterar os dispositivos em bloco na configuração do kernel ou você pode abrir o arquivo /boot/config-2.6.8.1 e procurar por essas linhas (se não existirem, adicione-as). A primeira coisa que parece ser necessária somente em Pcs antigos, mas o que antigo significa é além do que eu acho. Eu tenho um Pentium II 400 Mhz @ 128 Mb RAM e levou três horas para compilar o kernel sem nenhuma alteração no arquivo de configuração. O tamanho final é 12 Mb, porém totalmente personalizado o kernel fica com aproximadamente 2 Mb e leva cerca de 30 minutos para compilar. Você pode acelerar o processo encerrando o gdm e tudo que você não precisa. Aqui está como fazer: F1+Ctrl+Alt e use o sudo

sudo /etc/init.d/gdm stop

Agora continue com  make menuconfig  ...

Veja http://www.falkotimme.com/howtos/debian_kernel2.6_compile/ para mais ajuda nesse passo (compilação de kernel).

Você agora terá que baixar e instalar os drivers do modem. Execute:

sudo ./setup
Ou na pasta ~/src
sudo ./configure
sudo make
sudo make install

no diretório onde os drivers do modem foram descompactados. Para usar o segundo método você terá que copiar o fonte de seu kernel para /usr/src. Faça isso somente DEPOIS que você conseguir compilar o kernel, e não compile-o de /usr/src.

Passo final: uma vez que você conseguiu compilar o kernel e os drivers, você desejará carregar os drivers toda vez que iniciar o sistema. Aqui está o que você deve fazer: vá para /etc e procure pelo arquivo chamado modules. Abra-o e adicione as seguintes linhas:

linmodem
pctel
pctel_hw

Você também pode carregá-los com

sudo modprobe linmodem
sudo modprobe pctel
sudo modprobe pctel_hw

Para terminar, você terá dois kernels para escolher, se alguma coisa der errado. Lembre-se de que o que você fizer usando um kernel não pode ser desfeito usando o outro.

Hardware modens

Hardware modens não precisam de drivers adicionais. Se seu modem se conecta a uma porta COM e você a conhece, o nome do dispositivo é /dev/ttySx, onde x é um número a menos do que o número da porta COM. Por exemplo, se seu modem está em COM2, o dispositivo tem nome /dev/ttyS1}, ou se seu modem estiver em COM1, o dispositivo tem nome /dev/ttyS0. Você pode usar esse nome de dispositivo para configurar sua conexão dialup.

Notas por RaduCristianFotescu: Eu tive probelmas de não detecção e de não funcionamento de hardwares modens seriais externos (que tornaram o pppconfig, wvdial[conf] e gnome-ppp inoperantes) mesmo depois de usar um 'sudo ln -s /dev/ttyS0 /dev/modem'. É claro, eles funcionaram anteriormente no Slackware e Mepis! Eventualmente eu os fiz funcionar verificando se eles estavam ligados e conectados ao RS-232 no momento em que o kernel estava em boot! Eu achei isso com os scripts de boot...

Configurando a conexão dialup com o seu provedor

Existem diferentes ferramentas, as quais podem ajudar você a configurar e estabelecer uma conexão dialup. Algumas delas são baseadas em modo texto (pppconfig e pon/poff, wvdialconf e wvdial), enquanto outras usam uma interface gráfica (Aplicações -> Internet, Kppp, Gnome-ppp).

Com todas elas, para estabelecer uma conexão dialup, o usuário deve ser membro dos grupos "dip" e "dialout", então coloque todos os usuários que supostamente conectarão via dialup nesses grupos:

  •  $ sudo adduser NOMEDOUSUARIO dip
     $ sudo adduser NOMEDOUSUARIO dialout

onde é claro que NOMEDOUSUARIO deve ser substituido.

Você também precisa saber o nome do dispositivo de seu modem. Na seção "Instalando o driver" desse wiki deve ter falado sobre isso. No caso de você não saber o nome, assuma que é /dev/modem

Sistema => Administração => Rede (Ubuntu)

Na seção Rede de Sistema => Administração permitirá que você configure um conexão ppp em uma interface gráfica. Você deverá saber o nome de seu dispositivo, número de ISP, nome do usuário e senha. Você pode também usar os applets Monitor do Modem do Gnome e Painel do monitor de rede se você quiser parar, iniciar e monitorar as conexões do modem sem abrir a interface gráfica de configuração Rede toda hora. Algumas pessoas têm problema com a discagem do modem durante o início do boot. Isso pode ser relacionado com a configuração do modem como rota padrão para internet na aba Opções em Rede, Propriedades do dispositivo.

Nota: Foi relatado que essas conexões iniciadas com essa interface podem ser muito lentas, se elas funcionarem. Você pode tentar, mas se isso é o seu caso, apenas tente uma das outras opções.

kppp (Kubuntu, mas também possível no Ubuntu)

Kppp pode ser instalado e já vem com o Kubuntu. Ele é um programa muito bom, com todas as opções que você precisa em um discador. Ele tem uma boa intereface que mostra quando se está conectado e a duração. Ele também pode ser configurado para calcular seu custo de ligação. Se ele não estiver instalado ainda, você pode instalá-lo com seu gerenciador de pacotes, em geral $ sudo apt-get install kppp, e acessá-lo no menu "Aplicações->Internet".

Cada usuário, que está no grupo dip/dialout, pode usar o kppp para configurar, conectar e gerenciar a conexão com uma ISP. Se você precisa de ajuda com essa interface vá em "Help -- Handbook" ou use o handbook on-line aqui: [WWW] http://docs.kde.org/stable/en/kdenetwork/kppp/

Se você tiver problemas de Autenticação, você talvez tenha que editar /etc/ppp/peers/kppp-options e ativar a linha noauth removendo o sinal de comentário.

pppconfig e pon/poff

Esses são gerenciadores de conexão dialup em modo texto. Eles são bem flexíveis, mas talvez não serão práticos para configurar.

Coletando Informação

Você precisará:

  • Seu ISP número
  • Seu nome de usuário e senha do ISP
  • O nome do dispositivo de seu modem (/dev/...)

Configurando o ppp

  1. Abra um terminal e digite:
      $ sudo pppconfig
  2. Você estará no menu principal. Escolha0 'Criar Criar uma conexão'.
  3. Deixe o nome como 'provedor', marque 'Ok'.
  4. Selecione 'Dinâmico Use DNS dinâmico', marque 'Ok'.
  5. Selecione 'PAP Peer Authentication Protocol', marque 'Ok'.
  6. Entre seu nome de usuário do ISP, marque 'Ok'.
  7. Entre sua senha do ISP, marque 'Ok'.
  8. Deixe a velocidade em 115200 como recomendado, marque 'Ok'.
  9. Escolha discagem por Tom ou por Pulso, marque 'Ok'.
  10. Entre com o número do telefone de seu ISP (não use qualquer formatação), marque 'Ok'.
  11. Você pode tentar detectar seu modem automaticamente, mas isso não funcionou comigo, mesmo com o meu modem mais fácilmente detectável.
  12. Se o modem não for detectado, você será perguntado sobre em que porta ele está. Entre com o nome do dispositivo do seu modem, marque 'Ok'.
  13. Uma tela de resumo aparecerá e dará a oportunidade de realizar mudanças se necessário.
  14. Escolha 'Finalizar Escrever arquivos e retornar ao menu principal'.
  15. Escolha 'Sair Sair desse utilitário'.
  16. Saia do terminal, digite:
      $ exit

Conectando ao ISP (Provedor de Serviços da Internet)

Reinicie sua sessão atual. Cada usuário do grupo "dip/dialout" estarão hábeis a conectar e desconectar com os comandos:

  •  $ pon    # conecta ao ISP configurado como "provedor"
     $ poff   # desconecta do ISP configurado como "provedor"

Você também pode checar a última mensagem gerada por esses comandos com:

  •  $ plog   # mostra as menssagens geradas pelo pon e poff

Se você quiser configurar mais ISPs, inicie o pppconfig de novo, siga os passos, mas dê um nome diferente no passo 3 (em geral, provedor2). Você pode então (des)conectar com pon provedor2 e poff provedor2.

Mudando o volume do auto-falante

Para diminuir ou silenciar os barulhos de conexão (discagem, negociação, etc), sigua esses passos:

  1. Abra um terminal e digite:
     $ sudo nano /etc/chatscripts/provider
  2. Localize a linha marcada 'OK-AT-OK'.
  3. Mude 'ATDT' para 'ATxxDT', onde 'xx' é um dos seguintes:
    • M0 silenciar o auto-falante
    • L1 volume baixo
    • L2 volume médio
    • L3 volume alto. Por exemplo: ATM0DT. Deixe o resto das linhas inalteradas.
  4. Salve o arquivo (Ctrl-o) e saia (Ctrl-x).

Usando o Monitor de Modem do Painel de Aplicações

Enquanto é bom estar online, é ótimo ter uma forma simples de conectar ou disconectar.

A forma mais fácil é usando as Luzes do Modem. Clique com o botão direito no painel do topo, selecione 'Adicionar ao painel', e escolha 'Monitor de Modem'. Se o nome do dispositivo de seu modem é diferente de ttyS0, você terá que configurar a aplicação. Clique com o botão direito no ícone do 'Monitor do Modem', escolha Preferências -> Avançado, e mude a opção para apontar para seu dispositivo de modem.

Por exemplo, se você tem um modem interno em /dev/modem, o dispositovo deve ser ppp0 e o arquivo /var/lock/LCK..modem

Além de permitir que você conectar e desconectar com um simples clique, 'Monitor de Modem' também dá informações sobre quanto tempo você está conectado, e uma visão gráfica da atividade de seu modem.

wvdialconf e wvdial

Eu prefiro o wvdial, porque isso diz o que você pode ou não configurado em seu modem. Digite em um terminal:

  •  $ sudo wvdialconf /etc/wvdial.conf

Se for exibido 'modem não encontrado' ou algo similar, desculpe... o driver para o seu modem parece não estar instalado corretamente ainda. O falta de um /dev/modem supostamente não quebra a configuração do wvdial. Se o modem foi encontrado, termine a configuração com:

  •  $ sudo nano /etc/wvdial.conf

Depois de abrir o arquivo wvdial.conf, coloque as informações de seu ISP onde for necessário (procure no arquivo pelos campos) e adicione outras opções que podem ser necessários para o programa de seu modem. Você saberá o que são essas opções se procurar por ajuda em linmodens.org. Exemplo de opções que você pode tentar adicionar, se a discagem não funcionar:

  • add X3 para Init2 (significa discar sem esperar)

  • add Carrier Check = no como uma nova linha (útil para modens Smartlink)

  • add Stupid mode = on como uma nova linha (irá iniciar o pppd imediatamente -- requeridos por alguns ISPs)

Digitando man wvdial.conf em um terminal separado, as opções serão detalhadas.

Uma vez que você está pronto, salve o arquivo (Ctrl+O), saia (Ctrl+X), e tente discar:

  • sudo wvdial

Será discado e conectado. Após a conexão, será exibido algumas informações sobre usa conexão (IP local, IP remoto, endereço DNS, etc.). Não feche o terminal onde o wvdial está executando. Deixe ele quieto até que você deseje desconectar. Para desconectar, pressione Ctrl+C no terminal.

Se você perder a conexão em um curto intervalo de tempo (30s - 3 min), você precisa editar as opções para o pppd:

sudo gedit /etc/ppp/options

Encontre lcp-echo-interval30 e lcp-echo-failure4. Comente esssas opções adicionando um '#' no começo das linhas, em geral # lcp-echo-interval30 e # lcp-echo-failure4.

Se sua conexão ocorrer mas suas aplicações de Internet não funcionarem (em geral, páginas de Internet não são carregadas no FireFox), você precisa adicionar defaultroute como uma nova linha no arquivo de configuração do pppd.

gnome-ppp

O gnome-ppp é uma interface gráfica para o wvdial que pode ser instalada pelo comando $ sudo apt-get install gnome-ppp. Você pode encontrá-la no menu Aplicações. A sua configuração é bem simples e direta.

Se wvdial funciona mas você tem problemas de conexão com o gnome-ppp, veja o arquivo wvdial.conf criado na seção wvdialconf acima:

sudo gedit /etc/wvdial.conf

Abra o arquivo wvdial.conf que gnome-ppp criou (em um local diferente):

sudo gedit $HOME/.wvdial.conf

e compare as configurações. Mude as configurações do .wvdial.conf do gnome-ppp para coincidir com /etc/wvdial.conf. Não apague linhas -- se você precisa remover uma configuração, simplesmente apague o texto do lado direito do sinal de igualdade (=), em geral "Init3 = ". Para evitar mensagens de alerta, no fim do arquivo .wvdial.conf do gnome-ppp, você pode adicionar as linhas se necessário, em geral "Stupid Mode = on".

Créditos

Original: Dialup Modem How To

Autor: Community Ubuntu

Tradutores: LuizAquino, CarlosAraujo

Data: 09/03/2008



CategoryRevisada

CompilandoEInstalandoModens (last edited 2011-09-19 23:22:34 by localhost)