ConferindoMd5

Revision 21 as of 2010-05-03 17:19:59

Clear message

Introdução

O [http://pt.wikipedia.org/wiki/Md5 MD5] é usado para verificar a integridade de arquivos. Ele confere se cada bit do arquivo que você pegou na internet está integralmente igual ao do servidor, evitando erros que possam acontecer na instalação, por exemplo, caso o arquivo esteja corrompido. Ele funciona criando um algoritmo de 128 bits e é muito usado para conferir a integridade das imagens de CD/DVD obtidas na internet que, por serem geralmente arquivos grandes (650MB ou mais), estão bastante sujeitos a falhas durante o processo de download e gravação.

Obtendo o MD5 dos arquivos

attachment:Icones/texto.png Clicando no link UbuntuHashes, será exibida uma listagem contendo os [http://pt.wikipedia.org/wiki/Md5 MD5] de todos os arquivos de imagens ISO das versões oficiais do Ubuntu e seus derivados, disponíveis para download.

Vamos supor que você tenha baixado o ubuntu-10.04-desktop-i386.iso, então verificando no site acima notaremos que o que nos interessa é a linha abaixo.

5b2dadacfd692b4f2d5c7cf034539262        ubuntu-10.04-desktop-i386.iso

Conferindo o MD5 dos arquivos

Seguindo o exemplo acima, então o [http://pt.wikipedia.org/wiki/Md5 MD5] deste arquivo de imagem é 5b2dadacfd692b4f2d5c7cf034539262.

No Linux

attachment:Icones/terminal.png No terminal, entre no diretório onde está a imagem que foi obtida da internet.

$ cd ~/Downloads

Crie o algoritmo [http://pt.wikipedia.org/wiki/Md5 MD5] da imagem, digitando o seguinte comando:

$ md5sum ubuntu-10.04-desktop-i386.iso > md5sumlocal.txt

attachment:Icones/importante.png Esse processo pode demorar alguns minutos dependendo da velocidade do seu processador.

Confira a sequência do arquivo [http://pt.wikipedia.org/wiki/Md5 MD5] do site com a do arquivo md5sumlocal.txt criado a partir do comando acima. No caso de iso do Ubuntu, verifique no site [https://help.ubuntu.com/community/UbuntuHashes MD5 do Ubuntu]. Se a sequência que apareceu for igual a que você obteve do site, sua imagem está pronta para ser gravada. Caso contrário, faça novamente o download da imagem, pois a atual deve estar corrompida.

No Windows

Faça o [http://www.md5summer.org/download.html download] do programa MD5Summer e execute-o.

http://www.brbit.com.br/ubuntu/wiki/md5/md5-tela.png

Após a inicialização do aplicativo, clique em Create Sums.

http://www.brbit.com.br/ubuntu/wiki/md5/md5-selecionar.png

Neste ponto, selecione a pasta que contém a imagem. Feito isso, selecione a imagem clicando em Add e, em seguida, clique em OK para que seja criado o arquivo MD5.

http://www.brbit.com.br/ubuntu/wiki/md5/md5-criando.png

attachment:Icones/importante.png Esse processo pode demorar alguns minutos dependendo da velocidade do processador.

http://www.brbit.com.br/ubuntu/wiki/md5/md5-resultado.png

Confira a seqüência da coluna MD5 Hash com a que você obteve do site. Se a seqüência que apareceu for igual a do site, sua imagem está pronta para ser gravada. Caso não, faça novamente o download da imagem.

No MAC OS X

Execute as mesmas instruções fornecidas para o ambiente Linux, apenas trocando o comando md5sum por md5.

$ md5 ubuntu-10.04-desktop-i386.iso > md5sumlocal.txt

No CD/DVD

Embora o [http://pt.wikipedia.org/wiki/Md5 MD5] da imagem obtida da internet esteja correto, problemas também podem ocorrer durante o processo de gravação desta imagem em um CD/DVD. Portanto, testar também o [http://pt.wikipedia.org/wiki/Md5 MD5] dos arquivos gravados no CD é importante para ter certeza de que não ocorreram problemas de gravação, que poderão ocasionar erros durante seu uso como live CD/DVD, ou como CD/DVD de instalação.

Assim sendo, todas imagens ISO do Ubuntu, na raiz de sua estrutura de diretórios, possui um arquivo chamado md5sum.txt que contém todos MD5 dos principais arquivos do sistema, pacotes de instalação, entre outros contidos na imagem.

Para testar se o CD foi corretamente gravado a partir da imagem ISO obtida, basta executar os procedimentos abaixo descritos.

Em primeiro lugar, monte o CD, caso ele já não esteja devidamente montado. Lembre-se de trocar o dispositivo e o ponto de montagem de acordo com seu sistema.

$ sudo mount /dev/hda /media/cdrom

Agora, basta acessar o CD a partir do diretório onde ele foi montado.

$ cd /media/cdrom

Para testar o CD, execute o comando abaixo e confira se os arquivos foram aprovados no teste.

$ md5sum -c md5sum.txt | grep -v 'A soma coincide$'

Ou

$ md5sum -c md5sum.txt | grep -v 'OK$'

Caso use o sistema em inglês

Se houver erro, será exibida uma mensagem avisando. Caso contrário, nenhuma mensagem será exibida na tela.

Se você deseja ver cada arquivo quando são verificados, use simplesmente o comando:

$ md5sum -c md5sum.txt

attachment:md5_on_cd_test.png

Conclusão

Se o arquivo retornado for igual ao especificado, ou seja, se o MD5SUM conferir, podemos gravar a imagem no CD/DVD sem receio.

Agora, se o teste gerar um valor diferente do especificado, muito provavelmente, significa que o arquivo chegou incompleto ou corrompido. Uma dica neste caso, é que é possível corrigir arquivos corrompidos usando o [http://pt.wikipedia.org/wiki/BitTorrent bittorrent], logicamente, caso o arquivo esteja disponível para download através dele.

Para isso, baixe o arquivo .torrent correspondente para o mesmo diretório do arquivo de imagem corrompido e inicie o download. O [http://pt.wikipedia.org/wiki/BitTorrent bittorrent] usa um algoritmo próprio para verificar cada pedaço do arquivo, descartando os pedaços corrompidos. Isso permite, então, que ele baixe novamente apenas os blocos corrompidos, completando o arquivo final, sem a necessidade de fazer download dele todo novamente.

Caso isso acima falhe, ou o arquivo de imagem não esteja disponível para download via [http://pt.wikipedia.org/wiki/BitTorrent bittorrent], só nos resta, então, refazer todo processo.

Porém, conforme já visto, mesmo que o MD5 do arquivo de imagem esteja correto, embora menos comum, problemas podem ocorrer durante o processo de gravação. Nesse caso, então, após o teste aplicado na mídia gravada retornar algum erro, resta-nos repetir o processo em outra mídia, talvez de melhor qualidade, e com uma velocidade de gravação inferior.

Créditos

Autor: GuilhermePaula

Data: 24/09/06

Mantenedor: GuilhermePaula

Atualização: ["andregondim"]

Data: 19/10/07

Atualização: ["PauloDeSouzaLima"]

Data: 03/05/10