Filosofia

Differences between revisions 1 and 30 (spanning 29 versions)
Revision 1 as of 2006-04-10 07:34:32
Size: 3603
Editor: Lilx
Comment:
Revision 30 as of 2011-09-19 23:18:38
Size: 4018
Editor: localhost
Comment: converted to 1.6 markup
Deletions are marked like this. Additions are marked like this.
Line 1: Line 1:
'''Filosofia
Nosso trabalho no Ubuntu é guiado por uma filosofia de liberdade de software que esperamos que seja espalhada e traga benefícios das tecnologias de software para todas as partes do globo.'''
== Filosofia ==
'''Nosso trabalho no Ubuntu é guiado por uma filosofia de liberdade de software, que esperamos que seja espalhada, e traga os benefícios das tecnologias de softwares para todas as partes do globo.'''

== Software Livre e Código Aberto ==
Ubuntu é um projeto guiado pela comunidade para criar um sistema operacional e um pacote completo de aplicativos, usando software livre e código aberto. No núcleo da Filosofia Ubuntu de Liberdade de Software estão esses ideais filosóficos principais:

 1. Todo usuário de computador deve ter a liberdade de executar, copiar, distribuir, estudar, compartilhar, alterar e melhorar seu software por qualquer motivo, sem ter que pagar taxas de licenças.

 1. Todo usuário de computador deve poder usar seu software na língua de sua escolha.

 1. Todo usuário de computador deve receber todas as oportunidades para usar um software, mesmo que seja portador de deficiência.
Nossa filosofia está refletida no software que produzimos e incluímos em nossa distribuição. Como resultado, os termos de licença do software que distribuímos são comparados com nossa filosofia, usando o [[http://www.ubuntu.com/ubuntu/licensing|Termo de Licença Ubuntu]].

Quando você instala o Ubuntu, quase todos os softwares instalados já apresentam esses ideais, e estamos trabalhando para garantir que cada pedaço de software que você precisar estará disponível sob a licença que lhe dá essas liberdades. Atualmente, fizemos uma exceção específica para alguns "drivers" que estão apenas disponíveis na forma binária, sem os quais muitos computadores não completariam a instalação do Ubuntu. Colocamos em uma seção restrita do nosso sistema, que os torna triviais para remoção caso você não precise deles.

Para mais informações acerca dos componentes do Ubuntu, por favor visite [[http://www.ubuntu.com/ubuntu/components|Componentes]].

== Software Livre ==
Para o Ubuntu, o "livre", no "software livre", é usado primordialmente em referência à liberdade e não ao preço - contudo nós estamos comprometidos em não cobrar pelo Ubuntu. O fator mais importante sobre o Ubuntu não é que ele seja disponível gratuitamente, mas que ele confere direitos de liberdade de software às pessoas que o instalam e usam. São essas liberdades que permitem que a comunidade do Ubuntu cresça, compartilhando sua experiência coletiva e ''expertise'' para melhorá-lo, e torná-lo apropriado para uso em novos países e novas indústrias.''' '''

'''Nas palavras da [[http://www.fsf.org/|Free Software Foundation]] [[http://www.gnu.org/philosophy/free-sw.html|"O Que é Software Livre"]], as liberdades centrais do software livre são definidas através: '''

 * '''Da liberdade de executar um programa, para qualquer propósito. '''
 * Da liberdade de estudar como o programa funciona e adaptá-lo às suas necessidades.
 * Da liberdade de redistribuir cópias, assim ajudando outros.
 * Da liberdade de aprimorar o programa e revelar os melhoramentos ao público, beneficiando a todos.
O Software Livre tem sido um movimento social coerente por mais de duas décadas. Esse movimento produziu milhões de linhas de código, documentação, e uma comunidade vibrante da qual o Ubuntu tem orgulho de fazer parte.

== Código Aberto ==
Código aberto é um termo criado em 1998 para remover a ambigüidade na palavra inglesa "livre". O [[http://www.opensource.org/|Open Source Initiative]] descreveu o software de código aberto no [[http://www.opensource.org/docs/definition.php|Open Source Definition]]. O código aberto continua a aproveitar o crescente sucesso e o amplo reconhecimento.

O Ubuntu fica feliz em denominar-se de código aberto. Enquanto alguns referem-se a "livre" e "código aberto" como movimentos competidores com diferentes fins, não os vemos nem como distintos ou incompatíveis. O Ubuntu orgulhosamente inclui membros que identificam-se com ambos os movimentos.
Line 4: Line 35:

Software livre e código aberto
Ubuntu é um projeto guiado por comunidade para criar um sistema operacional e um pacote completo de aplicativos usando software livre e código aberto. No núcleo da Filosofia Ubuntu de Liberdade de Software estão esses ideais folosóficos principais:

1. Todo usuário de computador deve ter a liberdade de rodar, copiar, distribuir, estudar, compartilhar, alterar e melhorar seu software por qualquer motivo, sem ter que pagar taxas de licenças.

2. Todo usuário de computador deve poder usar seu software na língua de sua escolha.

3. Todo usuário de computador deve receber todas as oportunidades para usar um software, mesmo que seja portador de deficiência.

Nossa filosofia está refletida no software que produzimos e incluímos em nossa distribuição. Como resultado, os termos de licença do software que distribuímos são comparados com nossa filosofia, usando o Termo de Licença Ubuntu.

Quando você instala o Ubuntu, quase todos os softwares instalados já apresentam esses ideais, e estamos trabalhando para garantir que cada pedaço de software que você precisar estará disponível sob a licença que lhe dá essas liberdades. Atualmente, fizemos uma exceção específica para alguns "drivers" que estão apenas disponíveis na forma binária, sem os quais muitos computadores não irão completar a instalação do Ubuntu. Colocamos eles em uma seção restrita do nosso sistema que os torna trivial para remoção caso você não precise deles.

Software livre
Para o Ubuntu, o "livre" no "software livre" é usado primordialmente em referência à liberdade e não ao preço - contudo nós estamos comprometidos em não cobrar pelo o Ubuntu. A coisa mais importante sobre o Ubuntu não é que ele é disponível gratuitamente, mas que a ele confere direitos de liberdade de software nas pessoas que instalam e o usam. São essas liberdades que permitem que a comunidade do Ubuntu cresça, compartilhando sua experiência coletiva e expertise para melhorar o Ubuntu e fazê-lo próprio para uso em novos países e novas indústrias.

Nas palavras do Free Software Foundation "O Que é Software Livre", as liberdades centrais do software livre são definidas através:

- Da liberdade de rodar um probrama, para qualquer propósito.
- Da liberdade de estudar como o programa funciona e adaptá-lo a suas necessidades.
- Da liberdade de redistribuir cópias, e assim ajudando outros.
- Da liberdade de aprimorar o programa, e revelar os melhoramentos ao público, beneficiando a todos.

Software livre tem sido um movimento social coerente por mais de duas décadas. Esse movimento produziu milhões de linhas de código, documentação, e uma comunidade vibrante da qual o Ubuntu tem orgulhod e fazer parte.

Código aberto
Código aberto é um termo criado em 1998 para remover a ambigüidade na palavra inglesa "livre". O Open Source Initiative descreveu o software de código aberto no Open Source Definition. O código aberto continua a aproveitar o crescente sucesso e o amplo reconhecimento.

O Ubuntu fica feliz em se auto denominar de código aberto. Enquanto alguns referem-se a livre e código aberto como movimentos competidores com diferentes fins, não os vemos nem como distintos ou incompatíveis. O Ubuntu orgulhosamente inclui membros que se identificam com ambos os movimentos.
 . CategoryDocumentacao

Filosofia

Nosso trabalho no Ubuntu é guiado por uma filosofia de liberdade de software, que esperamos que seja espalhada, e traga os benefícios das tecnologias de softwares para todas as partes do globo.

Software Livre e Código Aberto

Ubuntu é um projeto guiado pela comunidade para criar um sistema operacional e um pacote completo de aplicativos, usando software livre e código aberto. No núcleo da Filosofia Ubuntu de Liberdade de Software estão esses ideais filosóficos principais:

  1. Todo usuário de computador deve ter a liberdade de executar, copiar, distribuir, estudar, compartilhar, alterar e melhorar seu software por qualquer motivo, sem ter que pagar taxas de licenças.
  2. Todo usuário de computador deve poder usar seu software na língua de sua escolha.
  3. Todo usuário de computador deve receber todas as oportunidades para usar um software, mesmo que seja portador de deficiência.

Nossa filosofia está refletida no software que produzimos e incluímos em nossa distribuição. Como resultado, os termos de licença do software que distribuímos são comparados com nossa filosofia, usando o Termo de Licença Ubuntu.

Quando você instala o Ubuntu, quase todos os softwares instalados já apresentam esses ideais, e estamos trabalhando para garantir que cada pedaço de software que você precisar estará disponível sob a licença que lhe dá essas liberdades. Atualmente, fizemos uma exceção específica para alguns "drivers" que estão apenas disponíveis na forma binária, sem os quais muitos computadores não completariam a instalação do Ubuntu. Colocamos em uma seção restrita do nosso sistema, que os torna triviais para remoção caso você não precise deles.

Para mais informações acerca dos componentes do Ubuntu, por favor visite Componentes.

Software Livre

Para o Ubuntu, o "livre", no "software livre", é usado primordialmente em referência à liberdade e não ao preço - contudo nós estamos comprometidos em não cobrar pelo Ubuntu. O fator mais importante sobre o Ubuntu não é que ele seja disponível gratuitamente, mas que ele confere direitos de liberdade de software às pessoas que o instalam e usam. São essas liberdades que permitem que a comunidade do Ubuntu cresça, compartilhando sua experiência coletiva e expertise para melhorá-lo, e torná-lo apropriado para uso em novos países e novas indústrias.

Nas palavras da Free Software Foundation "O Que é Software Livre", as liberdades centrais do software livre são definidas através:

  • Da liberdade de executar um programa, para qualquer propósito.

  • Da liberdade de estudar como o programa funciona e adaptá-lo às suas necessidades.
  • Da liberdade de redistribuir cópias, assim ajudando outros.
  • Da liberdade de aprimorar o programa e revelar os melhoramentos ao público, beneficiando a todos.

O Software Livre tem sido um movimento social coerente por mais de duas décadas. Esse movimento produziu milhões de linhas de código, documentação, e uma comunidade vibrante da qual o Ubuntu tem orgulho de fazer parte.

Código Aberto

Código aberto é um termo criado em 1998 para remover a ambigüidade na palavra inglesa "livre". O Open Source Initiative descreveu o software de código aberto no Open Source Definition. O código aberto continua a aproveitar o crescente sucesso e o amplo reconhecimento.

O Ubuntu fica feliz em denominar-se de código aberto. Enquanto alguns referem-se a "livre" e "código aberto" como movimentos competidores com diferentes fins, não os vemos nem como distintos ou incompatíveis. O Ubuntu orgulhosamente inclui membros que identificam-se com ambos os movimentos.


Filosofia (last edited 2013-05-30 17:33:42 by chougarom)