PorQueMigrarParaUbuntu

Por que migrar para o Ubuntu?

O Ubuntu tem diversas vantagens em relação ao Windows. Essa página irá discutir os benefícios de usar o Ubuntu e porque você poderia gostar de experimentá-lo.

Icones/informacao.png Lembre-se que o Ubuntu é disponível em um Live CD, ou seja, você pode experimentá-lo sem alterar o seu sistema operacional instalado atualmente.

Estabilidade

O Ubuntu foi construido sobre a lendária estabilidade do sistema operacional Debian GNU/Linux. Mesmo que uma aplicação trave no Ubuntu, a sua área de trabalho não irá travar, o que poderia causar perda dos dados de outras aplicações abertas.

A razão da estabilidade do Ubuntu está na forma como ele foi criado e é mantido. Se qualquer pessoa encontrar um problema de estabilidade em uma aplicação do Ubuntu, o mesmo pode ser reportado, remetido e distribuído para o sistema Ubuntu automaticamente.

O código fonte do Ubuntu também é disponível, sendo assim os problemas também podem ser encontrados pelos os usuários.

Não espere por pacotes acumulativos de serviços, você tem a sua disposição um sistema funcional e sólido.

  • As aplicações Ubuntu são testadas por milhares de pessoas em todo o mundo para verificar a estabilidade delas.
  • O Debian GNU/Linux é tão estável que ele é usado para gerar os sistemas computacionais mais críticos no mundo.
  • Problemas com programas no Ubuntu podem ser relatados e acompanhados por você, sendo frequentemente corrigidos rapidamente.

Segurança

A segurança de seu computador é o maior foco do time do Ubuntu. O Ubuntu oferece alta segurança como padrão. Vírus, spywares e adwares são praticamente inexistentes no Ubuntu e questões de segurança são corrigidas rapidamente.

  • O Ubuntu protege partes importantes de seu sistema contra falhas de segurança limitando a maneira como elas podem ser acessadas sem uma senha administrativa.
  • Questões de segurança são normalmente corrigidas rapidamente e eficientemente, frequentemente apenas poucos dias após serem reportadas.
  • Distribuições Linux tais como Ubuntu são largamente utilizadas como servidores web devido ao seu alto nível de segurança.

  • O Ubuntu tem um sistema de atualização de segurança fácil de usar, o qual alerta você quando novas correções de segurança estão disponíveis.

Fácil de Usar

O Ubuntu é um Linux para seres Humanos. Os programas são desenvolvidos para você, a pessoa que os usa, não sendo feitos mais complexos do que o absolutamente necessário. Isso não significa que o Ubuntu perde em potência, ao contrário, ele é cheio de inovações as quais outros sistemas operacionais estão apenas começando a pensar em usá-las.

  • As mensagens são ditas de uma forma clara, desse modo você precisa lê-las apenas uma vez.
  • Seus programas são organizados de forma a deixá-los fácil de encontrar.
  • Os programas tendem a ser o mais simples possível, com foco nas tarefas que você deseja realizar.

Internacional

O Ubuntu pode ser usado por qualquer um, onde quer que ele more e seja qual for a língua que ele fale. Com suporte para mais de 100 línguas, desde de o Africano até o Zulu, além de oferecer fácil acesso a novas traduções quando elas são feitas, o Ubuntu é verdadeiramente um sistema operacional internacional. Você pode até mesmo submeter suas próprias traduções!

Assim como as traduções, o Ubuntu também oferece as mais variadas configurações de teclado e formas de digitação, sendo assim você pode usar seu computador muito bem em qualquer língua.

  • Contribuição para as traduções são feitas por um grande número de voluntários ao redor do mundo.
  • Você mesmo pode sugerir traduções, usando o serviço online Rosetta.

  • Novos pacotes de linguagem podem ser instalados de forma rápida e conveniente, usando a ferramenta Suporte a Idiomas.

Acessível

O Ubuntu inclui um conjunto de ferramentas de acessibilidade por padrão, como os magníficos leitores de tela e teclados virtuais. Também estão disponíveis as ferramentas mais recentes, tais como a inovadora aplicação de entrada Dasher e o leitor de tela Orca.

O projeto Ubuntu tem um Time de Acessibilidade o qual dedica-se em tornar o Ubuntu mais acessível para todos.

  • Ferramentas de acessibilidade estão disponíveis quase sempre para você, desde do instalador até a área de trabalho.
  • O Ubuntu é feito mais e mais acessível a cada lançamento.
  • Você pode ajudar a tornar o Ubuntu mais acessível contatando o Time de Acessibilidade e reportando qualquer problema que você enfrentou.

Livre

O Ubuntu é Livre e Código Aberto. Nós nunca iremos lhe cobrar por instalar e usar o Ubuntu, você sempre pode acessar, modificar, usar e distribuir nossas aplicações suportadas. Na verdade, você é encorajado a fazer isso!

Isso não apenas significa que você economiza dinheiro em seus programas, isso também significa que o programa que você usa é completamente transparente e aberto a examinação.

  • Problemas de segurança são encontrados rapidamente.
  • Nenhuma surpresa maliciosa pode ser incluída sem o seu conhecimento.

  • Você mesmo pode fazer alterações no Ubuntu. Livremente!
  • Qualquer um pode usar o Ubuntu, não importa quem ele seja.

Comunidade

A comunidade é a base para tudo que o Ubuntu faz; sem a comunidade, o Ubuntu não seria o sistema operacional mundial que é atualmente. Provendo traduções, testando e criando novos programas e corrigindo problemas, a comunidade é vital para o sucesso do Ubuntu. Qualquer pessoa pode envolver-se, o quanto ela desejar. Você pode ajudar a moldar as direções do projeto Ubuntu e melhorar programas para as pessoas ao redor do mundo.

  • Qualquer pessoa pode contribuir com o Ubuntu, não importa quem ele seja.
  • O Código de Conduta Ubuntu e o Conselho da Comunidade ajudam a guiar a comunidade e garantir que qualquer um tenha uma chance justa de ser ouvido.

  • Existem numerosos times e projetos dentro do Ubuntu para pessoas com diferentes interesses e ideias.

Fonte

Créditos

Wikifiers: arlei, LuizAquino

Data: 04/06/2007

Mantenedor: arlei

Time de Documentação do Ubuntu Brasil


CategoryRevisar

GuiaIntrodutorio/PorQueMigrarParaUbuntu (last edited 2011-09-19 23:21:56 by localhost)