CatalogoDeMensagens

Catálogo de Mensagens

indicado p/ colaboradores e membros

O que são?

São arquivos compostos de pares de mensagens, que são formados por um texto original e o equivalente traduzido. Cada programa possui o seu próprio catálogo de mensagens por idioma, embora também existam casos em que programas relacionados compartilhem os seus catálogos de mensagens. Existem dois formatos de catálogos, vejamos:

PO [01] - Que vem do acrônimo inglês "Portable Object" (Objeto Portável). É um arquivo de texto com a extensão ".po", que adota em seu conteúdo uma linguagem de marcação especial, editada e mantida por tradutores. O nome do arquivo deve referenciar o idioma de tradução que o arquivo trata, por exemplo, "pt_BR.po".

MO [02] - Que vem do acrônimo em inglês "Machine Object" (Objeto Máquina). É um arquivo binário com a extensão ".mo", gerado a partir do arquivo PO e utilizado por um programa para internacionalizar sua interface com o usuário. O nome do arquivo costuma ser o nome do programa que o arquivo trata, por exemplo, "epiphany.mo".

Um outro arquivo importante, não citado anteriormente, é o POT [03], que vem do acrônimo inglês "Portable Object Template" (Modelo de Objeto Portável). Este arquivo é gerado pelo desenvolvedor da interface que deseja ser internacionalizada, servindo de modelo para que um tradutor, ou time de tradução, gere um catálogo com formato PO no idioma desejado.

Icones/importante.png

Nota: Existem ferramentas especializadas com capacidade de visualizar catálogos MO, além de permitir editar e salvar como catálogo PO, porém esse procedimento não é recomendado para manutenção/gerenciamento de catálogos de mensagens, pois ao salvar o catálogo PO a partir de um MO a ferramenta não tem como resgatar os comentários existentes no catálogo modelo (POT), criado pelo desenvolvedor, pois o arquivo binário somente possui os dados necessários para a máquina e comentário é uma informação relevante apenas para tradutores (pessoas).

indicado p/ colaboradores e membros

Mas ... linguagem de marcação?!

Isso mesmo, o PO/POT possui uma linguagem de marcação padronizada, tendo o intuito de traçar uma linguagem/protocolo comum de comunicação entre os tradutores, desenvolvedores e programas, sem causar conflitos e buscando a automatização de atividades rotineiras, como a geração da estrutura de arquivos POT, MO e a validação de arquivos PO editados por ferramentas especializadas. Vejamos abaixo um exemplo do formato de um arquivo PO:

  • 6901| # comentário simples
    6902| #: ../nome_do_arquivo.c:001
    6903| #| msgid "texto original anterior"
    6904| msgid "texto original"
    6905| msgstr "texto traduzido"
    6906|
    6907| #. comentário automático
    6908| #: ../nome_do_arquivo.c:002
    6909| msgid "texto original que"
    6910| "pode ser quebrado em quantas"
    6911| "linhas forem necessárias"
    6912| msgstr "texto traduzido que"
    6913| "pode ser quebrado em quantas"
    6914| "linhas forem necessárias"
    6915|
    6916| #: ../nome_do_arquivo.c:003 ../nome_do_arquivo.c:004
    6917| #, sinalizador, sinalizador
    6918| msgid "texto original no singular"
    6919| msgid_plural "texto original no plural"
    6920| msgstr[0] "texto traduzido no singular"
    6921| msgstr[1] "texto traduzido no plural"
    6922|
    6923| #~ msgid "texto original obsoleto"
    6924| #~ msgstr "texto traduzido obsoleto"

Podemos notar, no exemplo citado, que todas as linhas iniciadas com msgid indicam o texto original e as linhas com msgstr indicam o texto traduzido por um tradutor. Ambas as linhas possuem textos que devem estar entre aspas. O texto também poderá ser quebrado em diversas linhas, como nas diretivas (msgid/msgstr) exemplificadas pelas linhas 6909 e 6912. A linha iniciada com msgid_plural representa um texto original no plural que deverá ser traduzido em diretivas msgstr[n], onde n poderá ser um intervalo entre números interos de 0 até o número de possibilidades que o plural em seu idioma ofereça. Por exemplo, acima temos de 0 a 1, onde 0 é o singular e 1 é o plural. A quantidade de possibilidades que o plural no arquivo pode possuir deve ser definido no cabeçalho do arquivo, como veremos no tópico Como editar um PO?.Veja também que todas as linhas iniciadas com tralha # são tratados como comentários, porém existe uma diferença entre eles, como descrito a seguir:

  • comentários gerados e mantidos pelo tradutor.

    #.

    comentários automáticos extraídos do código fonte, criados pelo desenvolvedor para auxiliar a tradução.

    #:

    local onde o texto é utilizado no(s) código(s) fonte.

    #,

    sinalizador(es).

    #|

    contém o texto original anterior.

    #~

    texto(s) obsoleto(s).

Os comentários sinalizadores podem ser iguais a fuzzy (aproximada), muitas vezes são inseridos pelo desenvolvedor, quando alguma alteração no texto original ocorre, ou por um tradutor que não tem certeza da tradução atual. Este sinalizador além de indicar uma tradução errada ou incerta, indica que o texto sinalizado não constará no arquivo MO gerado a partir do catálogo PO e caso o tradutor solicite a atualização do catálogo PO a partir de um modelo (POT), esse texto também poderá ser sobrescrito, porque para a "máquina" esse sinalizador indica que um "humano" ainda não aprovou a tradução.

Outros sinalizadores possíveis são os de formatação de linguagem de programação, por exemplo, c-format. Estes sinalizadores indicam que o texto deve respeitar a sintaxe da linguagem de programação indicada. Atualmente temos sinalizadores para c, java, python, perl, gcc, lisp, smalltalk, etc [01]. Para visualizar alguns exemplos de textos que possuem essa formatação leia a página de Boas Práticas [12] que temos no wiki, são textos desse tipo que serão encontrados nos catálogos de mensagens.

indicado p/ colaboradores e membros

Como editar um PO?

O PO pode ser editado com um editor de texto qualquer e o tradutor pode editá-lo completamente, desde que respeite a linguagem de marcação que o catálogo de mensagem possui. Mas, basicamente, o tradutor pode mudar apenas o texto entre aspas após a diretiva msgstr, adicionar comentários simples e alterar/adicionar sinalizadores fuzzy.

Melhor do que usar um editor de texto qualquer, é usar uma ferramenta especializada para edição de catálogo de mensagens com formato PO, por exemplo, o poEdit [04], Kbabel [05], GTranslator [06], Emacs PO-mode [07][08], VI [09][10] e/ou gedit modo-po (em desenvolvimento) [11].

Antes de começar a editar um catálogo de mensagens é fundamental tomar algumas precauções, vejamos:

- Respeitar todos os caracteres especiais utilizados no texto original, no texto traduzido, por exemplo, caractere que representa uma nova-linha, tabulação, recuo, dentre outros [12].

- Atenção ao traduzir um arquivo sinalizado com formatação de linguagem de programação, não tendo certeza sobre as regras da linguagem indicada no sinalizador, adicione o sinalizador fuzzy na sua tradução [12].

- Tenha cuidado ao traduzir um termo já padronizado em seu idioma, tenha sempre a preocupação de consultar esta informação no local adotado pelo seu time de tradução para agregar esse tipo de dado, por exemplo, [13] e/ou [14]. Caso o termo encontrado seja novo, discuta sua sugestão de tradução com o time e divulgue o que foi adotado. Porém sempre priorize a discussão no LDP-Br [14], pois este é o canal de informação que agrega diversos times de tradução espalhados no Brasil.

- O cabeçalho do catálogo deve ser padronizado, cada time de tradução pode possuir um padrão diferente, mas geralmente os cabeçalhos apresentam características semelhantes, sendo a opção Plural-Forms um item importante apesar de opcional, é nele que podemos definir a quantidade de possibilidades que o idioma poderá oferecer traduções no plural, quando diretivas msgid_plural forem utilizadas no catálogo. Segue para exemplificar, um modelo de cabeçalho para o pt_BR:

  • 0001| # Brazilian Portuguese translation of epiphany.
    0002| # This file is distributed under the same license as the epiphany package.
    0003| # Copyright (C) 2000-2006 Free Software Foundation, Inc.
    0004| # Fulano Pereira < fulanopereira@mail.com.br >, 2000,2001,2003.
    0005| # Beltrano Silva < beltranosilva@mail.com.br >, 2006,2007.
    0006| #
    0007| msgid ""
    0008| msgstr ""
    0009| "Project-Id-Version: epiphany\n"
    0010| "Report-Msgid-Bugs-To: http://bugzilla.gnome.org/enter_bug.cgi?"
    0011| "product=epiphany\n"
    0012| "POT-Creation-Date: 2007-03-28 03:29+0100\n"
    0013| "PO-Revision-Date: 2007-04-08 05:11+0000\n"
    0014| "Last-Translator: Beltrano Silva < beltranosilva@mail.com.br >\n"
    0015| "Language-Team: Brazilian Portuguese < gnome-l10n-br@listas.cipsga.org.br >\n"
    0016| "MIME-Version: 1.0\n"
    0017| "Content-Type: text/plain; charset=UTF-8\n"
    0018| "Content-Transfer-Encoding: 8bit\n"
    0019| "Plural-Forms: nplurals=2; plural=(n > 1);\n"

- Caso queira editar o cabeçalho através do editor de catálogos poEdit, basta ir no menu Catálogo>Configurações... >Informações do Projeto e encontrará a tela abaixo com campos de informações correspondentes ao modelo exibido logo acima:

  • 14-informações.do.projeto.png

Icones/importante.png

Nota: O arquivo que possui diretivas msgid_plural, deve possuir a opção Plural-Forms no cabeçalho, caso não seja descrita esta opção, ocorrerão erros ao gerar o catálogo de mensagens no formato binário. Conseqüentemente ao usar um editor especializado, por exemplo poEdit, ele não irá atualizar/visualizar de maneira esperada o conteúdo traduzido.

- O tradutor deve ter uma atenção especial para as áreas que constam o crédito dos colaboradores. Geralmente esta informação consta no cabeçalho, como visto anteriormente, mas também pode ocorrer em pares de mensagens especiais, onde a diretiva msgid apresenta o texto translator-credits, por exemplo. Neste caso o tradutor deve garantir que a informação em todos os lugares do catálogo são iguais e respeitam o padrão adotado pelo time de tradução que participa. Veja um exemplo de mensagem especial logo abaixo:

  • 9910| msgid "translator-credits"
    9911| msgstr ""
    9912| "Fulano Pereira < fulanopereira@mail.com.br >\n"
    9913| "Beltrano Silva < beltranosilva@mail.com.br >\n"

Icones/importante.png

Nota: O translator-credits a princípio é uma diretiva própria do Gnome, onde o padrão neste caso e colocar os nomes em ordem cronológica, sendo o último em baixo.

indicado p/ colaboradores e membros

Como validar um PO?

Aproveitando os benefícios da linguagem de marcação, citadas anteriormente, é recomendado validar o arquivo utilizando o comando msgfmt no terminal, após editar um catálogo de mensagens PO. Este programa possui, dentre outras funções, a capacidade de validar a sintaxe das informações do catálogo, como veremos logo abaixo essas opções especificamente:

--check-format - Opção responsável pela validação de textos sinalizados com formatação de linguagem de programação;

  • msgfmt --check-format pt_BR.po

--check-header - Opção responsável pela validação da presença e conteúdo do cabeçalho;

  • msgfmt --check-header pt_BR.po

--check-domain - Opção responsável pela validação de conflitos entre o diretório domínio e o arquivo de saída especificado pela opção --output-file;

  • msgfmt --check-domain pt_BR.po

-c
--check -
Opções responsáveis pela validação de todos os itens anteriores ao mesmo tempo;

  • msgfmt -c pt_BR.po
    msgfmt --check pt_BR.po

-C
--check-compatibility -
Opções responsáveis pela validação da compatibilidade entre GNU msgfmt e X/Open msgfmt;

  • msgfmt -C pt_BR.po
    msgfmt --check-compatibility pt_BR.po

--check-accelerators[=caractere] - Opção responsável pela validação da existência de teclas de aceleração nas traduções correspondentes ao original, sendo opcional informar o caractere que representa a tecla de aceleração no catálogo. Quando não for informado o caractere o msgfmt utiliza o caractere & por padrão;

  • msgfmt --check-accelerators pt_BR.po
    msgfmt --check-accelerators=_ pt_BR.po

-o <arquivo> - Opção responsável pela validação e geração do catálogo com formato MO. Foi adicionado esta opção neste tópico, porque quando não definimos o <arquivo> que será gerado, usando o parâmetro /dev/null, o programa irá exibir apenas as mensagens de erro existentes ou não exibirá mensagem alguma, caso o catálogo PO esteja válido. No tópico Como testar as traduções? há um exemplo que utiliza esta opção para gerar o catálogo com formato MO;

  • msgfmt pt_BR.po -o /dev/null

Icones/importante.png

Nota: Algumas ferramentas especializadas, podem realizar as tarefas relatadas por meio de interfaces gráficas, procure saber se a ferramenta escolhida/utiliza oferece esses recursos.

indicado p/ colaboradores e membros

Como testar as traduções?


Icones/erro.png

Atenção: O procedimento a seguir foi realizado no Ubuntu Linux 6.10/7.04, o autor não responsabiliza-se pela eficácia do método em outras distribuições Linux ou mesmo versões distintas da distribuição utilizada. Não siga as instruções caso seja um usuário inexperiente. "Siga os passos por sua conta e risco!"

Após utilizar o catálogo modelo (POT) para gerar o catálogo de mensagens (PO), o tradutor irá realizar a tradução/alteração necessária, mas para que o programa entenda o que foi trabalhado, precisamos gerar o catálogo de mensagens binário (MO). A seguir será demonstrado a geração do catálogo MO para o programa epiphany, a partir do PO do mesmo programa no idioma português Brasil, utilizando o comando msgfmt (leia mais: Como validar um PO?), veja:

  • msgfmt pt_BR.po -o epiphany.mo

Icones/importante.png

Nota: Algumas ferramentas especializadas geram automaticamente o catálogo MO, sempre que o catálogo PO editado é salvo, por exemplo, o poedit.

Agora o tradutor deve procurar onde sua distribuição guarda os catálogos com formato MO. No Ubuntu Linux 6.10/7.04, esse tipo de arquivo fica localizado, geralmente, nos seguintes diretórios:

  • /usr/share/locale/<idioma>/LC_MESSAGES
    /usr/share/locale-langpack/<idioma>/LC_MESSAGES

O caminho usr/share/locale/... é universal, sendo usado por grande parte das distribuições, senão for todas, o outro caminho /usr/share/locale-langpack/... a princípio é exclusividade do Ubuntu, por isso nada melhor do que procurar onde fica guardado, para certificar-se que estará atualizando o catálogo correto.

Icones/importante.png

Nota: Onde consta o texto <idioma>, o tradutor deverá substituir pelo idioma que esta trabalhando, seguindo nosso exemplo anterior (pt_BR.po), o caminho correto seria: /usr/share/locale-langpack/pt_BR/LC_MESSAGES.

Localizando o catálogo MO desejado, iremos agora fazer uma cópia de segurança do arquivo utilizado pelo sistema e substituir o catálogo atual pelo que acabamos de gerar:

  • sudo cp /usr/share/locale-langpack/pt_BR/LC_MESSAGES/epiphany.mo \
    /usr/share/locale-langpack/pt_BR/LC_MESSAGES/epiphany.mo.bkp
    sudo cp epiphany.mo /usr/share/locale-langpack/pt_BR/LC_MESSAGES/epiphany.mo

Agora o tradutor precisa configurar o sistema/programa para utilizar o idioma desejado e verificar as alterações, caso já esteja configurado, basta utiliza-lo que o sistema/programa já irá apresentar as atualizações em sua interface. Neste momento, pode acontecer erros no programa se a sua tradução infringiu alguma sintaxe da linguagem de marcação, caso isso ocorra substitua novamente o catálogo MO pela cópia de segurança gerada anteriormente:

  • sudo cp /usr/share/locale-langpack/pt_BR/LC_MESSAGES/epiphany.mo.bkp \
    /usr/share/locale-langpack/pt_BR/LC_MESSAGES/epiphany.mo

Após voltar a versão original ou se após o teste tudo estiver funcionando como esperado, o tradutor poderá excluir a cópia de segurança se desejar, como segue abaixo:

  • sudo rm /usr/share/locale-langpack/pt_BR/LC_MESSAGES/epiphany.mo.bkp

No caso de erro o tradutor deve procurar por textos que possuam os sinalizadores com formatação de linguagem de programação, possivelmente ali constará o problema, senão entre em contato com seu time de tradução ou diretamente com o desenvolvedor do programa.

indicado p/ membros

Como importar?

O tradutor quando pega o catálogo modelo para gerar um novo catálogo PO em seu idioma ou simplesmente validar o PO atualizado por ele, precisa depois de trabalhar no arquivo, envia-lo para o desenvolvedor/distribuição/projeto destino, geralmente no mesmo local que ele coletou a fonte original trabalhada.

O Time de Tradução Português Brasil do Ubuntu utiliza a ferramenta on-line chamada Rosetta [15][16], para gerenciar/auxiliar o trabalho das equipes de tradução espalhadas pelo mundo, em cima dos pacotes utilizadas oficialmente pela distribuição. Nesse sistema, o tradutor cadastrado no launchpad [17] poderá baixar os pacotes e importa-lo após conclusão do trabalho, caso seja um membro da equipe de tradução. Se for um colaborador, basta solicitar para um membro importar o arquivo trabalhado. Existem dois tipos de importação de arquivo no Rosetta, são elas:

Carregamento de usuário - Opção geralmente utilizada, tem por objetivo substituir os textos não traduzidas do arquivo original. Use essa opção quando tiver editado o catálogo baixado no Rosetta, sem alterar a estrutura do arquivo.

Publicar carregamento - Opção responsável pela atualização dos textos que são comuns tanto ao catálogo enviado quando ao existente no Rosetta. Use essa importação quando o arquivo a ser carregado vier de uma outra fonte que não o Rosetta, por exemplo, o desenvolvedor original do programa.

Agora vamos apresentar os passos necessários para efetuar uma importação no Rosetta (build 4183), usaremos como exemplo e ilustração o pacote epiphany-extensions:

01. Acesse a lista de pacotes [18] para tradução do Ubuntu;

  • catalogonatty.png

02. Acesse o item que deseja importar o PO;

  • importarNatty.png

03. Solicite a importação de arquivo pela opção "upload translations" e informe o arquivo do catálogo a ser importado e escolha o tipo de importação desejado;

  • importandoNatty.png

04. O Rosetta irá agradecer e informar que entrou na fila de importação e em breve será importado;

  • importadoobrigado.png

05. O e-mail informará o sucesso da importação caso não tenha ocorrido problemas;

  • emailconfirmacao.png

Icones/importante.png

Nota: Antes de enviar um catálogo para o repositório do Rosetta, valide-o! Também dê atenção especial para a data de atualização que consta no cabeçalho do catálogo de mensagem, se a data de última atualização for anterior a data que esta no catálogo já carregado no repositório, o Rosetta não irá importar, informando problemas referentes ao tempo, como ilustrado abaixo. Realize esses dois cuidados e resolva grande parte dos problemas geralmente retornados pelo Rosetta.

13-catalogo.de.mensagens-p.png

indicado p/ membros

Como sincronizar?

Antes de explicar o como, devemos explicar o porque sincronizar. A demanda para sincronização de catálogos de mensagens nasceu a partir do compromisso entre os membros do Time de Tradução Português Brasil do Ubuntu e Gnome, o objetivo era fortalecer a padronização/qualidade/quantidade de pacotes traduzidos existentes no Gnome, pacotes fortemente utilizados pela versão mais utilizada do Ubuntu, em uma grande cooperação entre as equipes. A sincronização é necessária porque não é sempre que os pacotes do Gnome gerenciados pelo Ubuntu estão exatamente iguais a fonte encontrada no projeto Gnome, mas com esse acordo nós temos a intenção de garantir que a tradução visualizada em interfaces oficialmente mantidas pelo Gnome, será visualizada também na distribuição Ubuntu da mesma maneira. Fica aqui o convite para que outras equipes de tradução no Brasil abracem esse ideal e forme conosco uma grande equipe de tradução nacional, não amarrada a distribuições e sim aos catálogos fontes que podem ser reutilizados por quaisquer distribuição pelo mundo.

Essa força tarefa teve seu primeiro objetivo alcançado com sucesso, que foi chegar na marca de 100% de catálogos de mensagens da interface principal traduzida, deixando apenas pendentes os catálogos extras e a documentação, meta para a próxima versão do projeto Gnome em conjunto com o Ubuntu. A segunda etapa do projeto está em andamento e consiste em pegar os pacotes 100% traduzidos no Gnome e sincronizar com os pacotes mantidos/utilizados pelo Ubuntu, fechando assim o ciclo almejado pelo time do Ubuntu.

O processo de sincronização infelizmente é manual, por restrições/problemas encontrados na versão atual do Rosetta (build 4183) e será descrito utilizando exemplos desse projeto pioneiro relatado anteriormente, porém poderá ser usado em quaisquer acordos futuro, por exemplo, entre os times de tradução do Ubuntu e KDE, até que os problemas técnicos encontrados no Rosetta sejam solucionados, vejamos:

01. Acesse a lista de sincronização de pacotes do Gnome para Ubuntu [19];

  • 00-catalogo.de.mensagens-p.png

02. Escolha o item que deseja sincronizar e siga as instruções descritas no topo da página, depois acesse a lista de pacotes [20] para tradução do Gnome;

  • 01-catalogo.de.mensagens-p.png

03. Acesse o item que deseja sincronizar o PO e baixe o catálogo de mensagens PO e o modelo POT;

  • 02-catalogo.de.mensagens-p.png

Icones/importante.png

Nota: Se a versão do Ubuntu que irá trabalhar utiliza Gnome 2.18, o catálogo que irá baixar deve ser o da mesma versão ou a mais próxima existente.

04. Acesse a lista de pacotes [18] para tradução do Ubuntu;

  • 03-catalogo.de.mensagens-p.png

05. Acesse o item que deseja sincronizar o PO;

  • 04-catalogo.de.mensagens-p.png

06. Baixe o catálogo de mensagens PO;

  • 05-catalogo.de.mensagens-p.png

07. O Rosetta informar que seu pedido foi recebido e irá receber um e-mail logo (mas geralmente demora);

  • 06-catalogo.de.mensagens-p.png

08. O e-mail informará um link para baixar do catálogo solicitado;

  • 07-catalogo.de.mensagens-p.png

09. Antes de começar a comparar e sincronizar os arquivos, vamos tomar algumas prevenções. Primeiramente iremos gerar uma cópia de segurança para os catálogos de mensagens que baixamos (aqui usei o terminal, mas isso não é regra);

  • cp epiphany-extensions.gnome-2-17.pt_BR.po epiphany-extensions.gnome-2-17.pt_BR.orig.po
    cp pt_BR.po pt_BR.orig.po

10. Depois de gerar as cópias vamos atualizar o catálogo baixado do Gnome, com a formatação indicada pelo desenvolvedor no arquivo modelo POT que baixamos;

  • msgmerge epiphany-extensions.gnome-2-17.pt_BR.orig.po epiphany-extensions.gnome-2-17.pot \
    --output-file=epiphany-extensions.gnome-2-17.pt_BR.po

Icones/importante.png

Nota: Não é necessário fazer esse procedimento no catálogo baixado pelo Rosetta, pois ele já efetua esse procedimento internamente. Deve-se realizar esse procedimento para reduzir o número de diferenças de formatação de texto entre ambos os catálogos, pois existem algumas ferramentas especializadas na edição de catálogos de mensagens, que modificão a formatação descrita pelo catálogo modelo (poedit é uma dessas ferramentas).

11. Agora sim estamos prontos para comparação, escolha sua ferramenta predileta, temos o diff [21] via linha de comando e muitas outras, eu tenho utilizado o meld [22], uma ótima ferramenta gráfica para o Gnome que nada mais é do que uma interface para o comando diff;

  • 08-catalogo.de.mensagens-p.png

Icones/importante.png

Nota: Muitas vezes surgem dúvidas na hora de comparar os catálogos, com relação a algumas traduções, que acaba muitas vezes na correção de textos em ambos os catálogos (devesse reenviar o catálogo corrigido para a origem posteriormente, no nosso caso para o Time de Tradução do Gnome). Algumas vezes a dúvida só consegue ser sanada a partir da visualização do código fonte do programa (caso não tenha experiência em programação peça ajuda a alguém que possua). Para encontrar o código fonte dos catálogos usados pelo Ubuntu acesse a aba "Overview" do item que desejou sincronizar, no Rosetta, e baixe o código fonte através dos links disponibilizados como ilustrado abaixo. Para saber em qual local do código fonte encontrasse o texto que gerou dúvida, leia o tópico Mas ... linguagem de marcação?!.

09-catalogo.de.mensagens-p.png

12. Após analisar as diferenças e sincronizar o arquivo, valide o arquivo editado como foi descrito no tópico Como validar um PO?;

13. Solicite a importação de arquivo pela opção "upload a file" do item que desejou sincronizar, no Rosetta, e informe o arquivo do catálogo a ser importado, escolhendo o tipo como User Upload (Carregamento de Usuário), veja como no tópico Como Importar?;

14. Para finalizar verifique se a importação gerada pelo Rosetta esta batendo com o catálogo enviado.

Icones/importante.png

Nota: A versão do Rosetta utilizada para descrever este documento (build 4183) não tinha suporte para importar os comentários especiais, ou seja, caso essa seja a única diferença do arquivo enviado para o arquivo baixado pelo Rosetta, após sincronização, não considere como problema de importação, a menos que sejam comentários gerados pelo tradutor ou que fazem parte do cabeçalho do catálogo.

Ressalto novamente a importância de reenviar o catálogo ao projeto destino, no nosso exemplo seria a equipe do Gnome, caso seja efetuado algum ajuste no mesmo, pois isso irá fazer com que ambos os catálogos estejam sincronizados e que outras distribuições possam usufruir do seu trabalho. Atenção às precauções citadas no tópico Como editar um PO?, re-validar é sempre válido e não faz mal à saúde do catálogo de mensagens.

indicado p/ colaboradores e membros

Considerações finais

Esse documento foi gerado a partir das diversas referências citadas no tópico abaixo, mas destaco as principais fontes, são elas: [23], [24] e [25]. Todos os links e conteúdos foram estudados/testados/trabalhados com a ajuda de pessoas diretamente ligadas ao meu trabalho aqui no Time de Tradução Português Brasil do Ubuntu, são eles: WashingtonLins, OgMaciel, AndreNoel, RafaelProenca, RafaelSfair, FabioNogueira, LucasArruda, LuizArmesto, dentre outros (desculpe se esqueci de citar alguém). Todos colaboraram nessa minha "formação", que está apenas começando. Outra figurinha carimbada no meu aprendizado foi o LeonardoFontenelle grande figura do Time de Tradução Português Brasil do Gnome, grande responsável em conjunto com OgMaciel pela existência de uma comunicação prazerosa e saudável entre os times.

Dentre os citados a pessoa que mais me ajudou foi meu tutor WashingtonLins, camarada que perturbei bastante desde o início (ainda perturbo ... rs) e hoje nós lapidamos uma amizade muito bacana diariamente, fruto de muito trabalho e dedicação em prol de nosso objetivo maior, que é dar acesso a população brasileira do que há de melhor atualmente em software livre, falando a nossa língua pátria. Também deixo o convite a todas os colaboradores (membro ou não, tanto faz):

Não somente leia este documento, mas deixe-o mais didático possível e atualizado, fazendo desta maneira um documento orgânico que irá amadurecer e acompanhar as mudanças exigidas pelo tempo, oferecendo um material precioso para novos colaboradores.

[]'s a todos ... t+,
raulpereira.

indicado p/ colaboradores e membros

Referências


[01] http://www.gnu.org/software/gettext/manual/html_node/PO-Files.html
[02] http://www.gnu.org/software/gettext/manual/html_node/MO-Files.html
[03] http://www.gnu.org/software/gettext/manual/html_node/Template.html
[04] http://poedit.sourceforge.net/
[05] http://kbabel.kde.org/
[06] http://gtranslator.sourceforge.net/
[07] http://www.gnu.org/software/emacs/
[08] http://www.emacswiki.org/cgi-bin/emacs-pt/PoMode/
[09] http://vim.sourceforge.net/
[10] http://vim.sourceforge.net/scripts/script.php?script_id=695
[11] http://sourceforge.net/projects/gedit-pomode/
[12] http://wiki.ubuntubrasil.org/TimeDeTraducao/BoasPraticas/
[13] http://wiki.ubuntubrasil.org/TimeDeTraducao/DicionarioTermos/
[14] http://vp.godoy.homeip.net/
[15] http://wiki.ubuntubrasil.org/TimeDeTraducao/RosettaFAQ/
[16] https://launchpad.net/rosetta/
[17] http://wiki.ubuntubrasil.org/Launchpad/
[18] https://translations.launchpad.net/ubuntu/natty/+lang/pt_BR/+index
[19] http://wiki.ubuntu-br.org/GnomePacotes/
[20] http://live.gnome.org/GnomeBR/Traducao/TradutoresTrabalhando/
[21] http://www.gnu.org/software/diffutils/diffutils.html
[22] http://meld.sourceforge.net/
[23] http://www.pythonbrasil.com.br/moin.cgi/TraduzindoSeuPrograma/
[24] http://www.javalinux.com.br/javalinux/pg74/nls.html
[25] http://www.gnu.org/software/gettext/manual/html_node/

[root@~]#cd  http://www.ubuntu.com/ / http://wiki.ubuntubrasil.org/ / http://wiki.ubuntubrasil.org/TimeDeTraducao /

Autor original: RaulPereira em 13/05/2007

Mantenedor(es): RaulPereira desde 13/05/2007

VladimirMelo desde 25/05/2007







CategoryRevisada

TimeDeTraducao/CatalogoDeMensagens (last edited 2011-09-19 23:21:19 by localhost)