Webmin

Webmin

Icones/importante.png

NOTA: Esta documentação sobre o Webmin não tem o objetivo e a pretensão de ser um guia completo e definitivo de cada um dos seus inúmeros recursos. Para maiores detalhes sobre cada um de seus recursos e funcionalidades devemos consultar a documentação oficial do aplicativo.

Introdução

webmin-logo.png

O Webmin é uma ferramenta de administração gráfica baseada em uma interface web, escrito utilizando a linguagem Perl. Ele foi projetado para ser uma ferramenta de administração leve, funcional, e que possa ser facilmente estendida pois é totalmente modular. A ferramenta está disponível hoje para mais de 20 idiomas, e está sendo considerada a ferramenta oficial de administração em algumas distribuições GNU/Linux, muito embora ainda não no Ubuntu.

O Webmin funciona como um centralizador de configurações do sistema, monitoramento dos serviços e de servidores, fornecendo uma interface amigável, e que quando configurado com um servidor web, pode ser acessado de qualquer local, através de um simples navegador qualquer.

Esta documentação tem como objetivo abordar sobre este aplicativo, onde veremos como instala-lo, como é o seu ambiente, quais as principais funções e configurações que podem ser feitas através dele, e de que forma sua interface é organizada.

Instalação

Na seção de downloads do site do Webmin iremos encontrar pacotes em diferentes formatos, sendo que os tar.gz, satisfeitas as dependências, são facilmente instalados a partir da execução de um simples script. Iremos também encontrar pacotes pré-compilados em formato .RPM, .DEB e ainda repositórios de onde podemos instala-lo via APT. Nesta documentação iremos tratar da instalação do Webmin via pacote DEB e através dos seu repositório APT.

Pacote .DEB

Para instalar o Webmin no Ubuntu e demais sistemas baseados em Debian basta baixar diretamente do site do desenvolvedor o pacote .DEB do mesmo e a partir do diretório em que foi salvo o arquivo executar o comando abaixo.

sudo dpkg -i webmin_1.360_all.deb

Icones/importante.png

NOTA: Observar que no comando exemplificado foi demonstrado a instalação a partir da versão 1.36 do Webmin, que na época da criação desta página era a atual versão estável do mesmo. Portanto caso o pacote a ser instalado possua outro nome/versão basta fazer a alteração de forma apropriada na linha de comando.

Ao final do processo de instalação o Webmin se encontrará em /usr/share/webmin e os arquivos de configuração de todos seus módulos em /etc/webmin.

Caso durante a instalação seja acusado problemas de dependências instale as mesmas a partir do comando abaixo.

sudo apt-get install perl libnet-ssleay-perl openssl libauthen-pam-perl libpam-runtime libio-pty-perl libmd5-perl

Repositório APT

Edite seu /etc/apt/sources.list adicionando ao mesmo as linhas abaixo, lembrando que a primeira linha iniciada por "##" se refere apenas a um comentário, podendo ser modificada da forma como desejado.

## Repositório Debian Sarge para instalação do Webmin
deb http://download.webmin.com/download/repository sarge contrib

Salve o arquivo e execute na mesma ordem os comandos abaixo.

sudo apt-get update
sudo apt-get install webmin

Ao final do processo, uma mensagem semelhante a esta abaixo deverá ser exibida informando que a operação foi finalizada com sucesso.

Webmin install complete. You can now login to https://hostname:10000/
as root with your root password, or as any user who can use sudo
to run commands as root.

Iniciando o Webmin

A maioria das interfaces de administração possui uma interface fixa, que só pode ser acessada de um ambiente local. O Webmin, entretanto, trabalha com uma interface web, ou seja, a possibilidade de se configurar uma máquina através de uma rede é totalmente cômoda, pois basta ter acesso a um navegador. Com isto, é possível configurar uma máquina através de praticamente qualquer plataforma de hardware e software.

Instalado o Webmin o mesmo será automaticamente ativado e poderá ser imediatamente acessado localmente através da URL https://localhost:10000/. Para acessa-lo remotamente basta usar o endereço IP da maquina que se encontra com o mesmo instalado e configurado, porém lembrando que isso só será possível caso tenha na mesma maquina um servidor web devidamente configurado.

Ex.: https://192.168.1.2:10000/

Icones/erro.png

ATENÇÃO: Observar que no Ubuntu o acesso ao Webmin via navegador é feito em modo seguro, ou seja, usando Secure Sockets Layer (SSL).

Uma página de login semelhante a figura abaixo será exibida.

webmin_login.png

[Figura 01]

Em outras distribuições GNU/Linux o login de acesso é o do usuário root, porém no Ubuntu em virtude do uso do sudo como padrão (veja aqui maiores detalhes), devemos logar fazendo uso do usuário padrão do sistema, criado durante o processo de instalação, ou outro qualquer que possa ter privilégios administrativos.

webmin_sysinfo.png

[Figura 02]

Configurações iniciais

Vamos agora configurar o Webmin para nosso idioma e caso desejado alterar o tema padrão para outro de sua preferência.

Para tanto, no menu de opções a esquerda clique em Webmin > Change Language and Theme. Uma tela conforme a figura abaixo será exibida onde podemos então fazer as configurações necessárias. Escolha as opções desejadas, pressione o botão Make Changes e faça novo login no mesmo.

webmin_language.png

[Figura 03]

Alterando o tema padrão do Webmin para a opção MSC.Linux Theme, a interface do mesmo irá se parecer com a da figura abaixo, tendo como principal vantagem os recursos estarem mais facilmente acessíveis por intermédio de ícones em cada uma das seções.

webmin_webmin.png

[Figura 04]

Principais recursos

Conforme já mencionado, não temos o objetivo nem a pretensão de ser um guia completo do Webmin, até porque com sua interface extremamente simples, organizada e intuitiva, além da ótima documentação disponibilizada no Wiki do mesmo, seu uso se torna bastante facilitado.

Importante aqui é sabermos que com este poderoso aplicativo web, podemos configurar e gerenciar praticamente tudo em nosso sistema, desde os mais simples recursos do sistema operacional e do hardware até os mais avançados recursos de servidor.

Veremos então agora como se encontra organizado e estruturado o Webmin de forma a termos uma boa noção do que podemos fazer com ele e onde encontrar cada um dos seus principais recursos.

Webmin

Nesta categoria inicial do Webmin, é onde gerenciamos as configurações do aplicativo (Vide Figura 01). Como, escolha do idioma e interface do usuário (conforme já visto), usuários e hosts com direito ou não de acesso, edição das categorias, gerenciamento dos módulos entre outros tantos.

Sistema

Aqui encontramos as opções para gerenciamento dos principais recursos do sistema operacional, como usuários e grupos, senhas, arquivos de log e organização dos mesmos, sistemas de arquivo, processos em curso, tarefas agendadas, monitoramento do sistema além de backups e consultas as páginas dos manuais entre outros.

webmin_sistema.png

[Figura 05]

Servidores

Provavelmente a categoria com recursos mais importantes do Webmin, aqui podemos gerenciar todos principais recursos de servidor do sistema, como SSH, Proxy, DHCP, Arquivos (Samba), e-mail (IMAP/POP3), FTP, Apache (HTTP), DNS (Bind), MySQL entre outros.

webmin_servidores.png

[Figura 06]

Rede

Nesta categoria de recursos encontramos as opções para configuração da rede e suas diversas interfaces, conexão com internet seja discada ou ADSL, Firewall, entre outros.

webmin_rede.png

[Figura 07]

Hardware

Aqui podemos configurar as impressoras do sistema, o gerenciador de boot, os volumes e partições entre outros.

webmin_hardware.png

[Figura 08]

Outros

Algumas opções e recursos para gerenciamento de arquivos, status do sistema e serviços, comandos do shell, logar via Telnet/SSH, configurações do PHP, módulos do Perl entre outros.

webmin_outros.png

[Figura 09]

Atualizando o Webmin

O Webmin, por ser uma aplicação de gerenciamento do sistema e como tal requerer "poderes" administrativos, mais de que outra qualquer necessita que seja constantemente atualizado de modo a corrigir toda e qualquer falha de segurança que possa surgir.

Para quem optou por fazer a instalação via repositório APT, isso será automaticamente implementado de forma que todas atualizações constantes no repositório será notificada pelo gerenciador de atualizações (update-notifier) do sistema, mais para que isso seja verdadeiro se faz necessário que o mesmo seja mantido habilitado no sistema.

Para quem optou por outra forma de instalação, é interessante notarmos que o próprio Webmin oferece um recurso especifico para manter a aplicação e seus módulos atualizados. Basta acessar a opção Webmin > Configuração do Webmin > Atualizar o Webmin e uma tela semelhante a da imagem abaixo será exibida.

webmin_update.png

[Figura 10]

Como podemos observar existe inclusive uma opção para que as atualizações possam ser agendadas de forma a funcionar automaticamente conforme sua necessidade.

Referências

Créditos

Wikifier: arlei

Data: 06/09/2007

Mantenedors: arlei

Time de Documentação do Ubuntu Brasil


CategoryDocumentacao CategoryRevisada

Webmin (last edited 2011-09-19 23:18:28 by localhost)